Automotive Business
  
News Mobility Now

Notícias

Ver todas as notícias

Mercado e Negócios | 24/01/2012 | 16h50

PSA Peugeot Citroën tem recorde de vendas na América Latina

Grupo entrega 326 mil veículos em 2011

Automotive Business

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


Redação AB

A PSA Peugeot Citroën superou a marca de 300 mil veículos vendidos na América Latina pela primeira vez em 2011, ao comercializar 326 mil unidades, crescimento de 10,9% sobre o resultado do ano anterior. O volume representou um novo recorde para o grupo na região, superando o anterior, registrado em 2010, quando o grupo vendeu 294 mil unidades.

Apesar da representatividade do Brasil nos negócios do grupo na América Latina, as vendas no País ficaram apenas 1% acima do registrado em 2010, para 176 mil unidades, volume recorde. Aqui, os negócios do Grupo PSA foram impulsionados pela marca Citroën que obteve crescimento de 7,1% no mesmo comparativo, para 90 mil veículos. O modelo mais vendido foi o C3, com 37,5 mil unidades. A Peugeot não apresentou o mesmo desempenho e amargou queda de quase 5% no mesmo comparativo, para 85,8 mil unidades, sendo o 207 o mais vendido, com 36,8 mil. A participação das marcas nas vendas totais do mercado brasileiro em 2011 ficou em 2,7% para a Peugeot e 2,5% para a Citroën.

Na Argentina e no Chile a companhia apurou ritmo de crescimento mais acelerado, de 34,1% e 28,2%, respectivamente. A soma dos demais países da América Latina representaram vendas 46% maiores do que as registradas em 2010.



Tags: PSA Peugeot Citroën, América Latina, marcado brasileiro, recorde.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

Mobility Now