Automotive Business
  
News Mobility Now

Notícias

Ver todas as notícias

Motociclos | 06/02/2012 | 18h30

Venda de motocicletas tem queda no atacado em janeiro

Redução foi de 7,3% ante o mesmo mês de 2011; produção também foi menor no período

Automotive Business

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


Mário Curcio, AB

Se o ano de 2012 começou para as motos com o segundo melhor janeiro em emplacamentos, com 142.219 unidades e alta de 6,9% na comparação com o mesmo mês do ano passado, os números são menos animadores quando se trata de vendas no atacado e produção.

Em janeiro deste ano, as fábricas repassaram às suas concessionárias 152.906 unidades, queda de 7,3% na comparação com o mesmo período de 2011, quando 164.925 motos foram repassadas às autorizadas. Seguindo o desempenho das vendas, a produção também teve queda. No primeiro mês deste ano foram fabricadas em Manaus 173.277 unidades, queda de 4% na comparação com janeiro de 2011, quando 180.397 motos saíram das linhas de montagem amazonenses.

“Dezembro é afetado pela paralisação das linhas de produção, o que acarreta nessa alta nos dados do início do ano. Porém, as medidas de restrição ao crédito, já bastante rigorosas neste início de 2012, representaram um impacto ainda maior nos dados, com baixa em relação ao ano passado”, afirma Roberto Akiyama, presidente da Abraciclo.

Vale dizer que os números de produção e vendas de 2012 estão distorcidos pela ausência dos dados da Suzuki. Se fornecidos pela fabricante e somados aos demais, os resultados atuais estariam mais próximos aos de 2011 em cerca de 3 mil unidades. Pelo visto, permanece o impasse entre a associação dos fabricantes e a J.Toledo, que produz os modelos Suzuki no Brasil. Segundo a Abraciclo, fornecer os números será a condição para a terceira marca em emplacamentos permanecer associada.

CRESCEM AS VENDAS EXTERNAS

As exportações confirmaram a expectativa da Abraciclo. Foram 3.603 unidades enviadas a outros países em janeiro, alta de 88% na comparação com 2011. Somente Honda e Yamaha exportam motocicletas, as outras destinam seus produtos apenas ao mercado local.



Tags: Abraciclo, Roberto Akiyama, Manaus, motos, motocicletas, J.Toledo, Sukuki.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

Mobility Now