Automotive Business
  
News Mobility Now

Notícias

Ver todas as notícias

Mercado e Negócios | 16/03/2012 | 20h30

Volare quer 80% de participação no segmento de micro-ônibus

Expansão da rede é o centro da estratégia de crescimento da empresa

Giovanna Riato, AB

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social


Giovanna Riato, AB

A fabricante de micro-ônibus Volare tem metas ambiciosas para o médio prazo. Em 2 anos a companhia pretende ampliar a participação no mercado nacional do segmento dos atuais 60% para 80%. A estratégia para isso é focada na rede de distribuição da marca, um dos diferenciais na disputa pelo cliente. “Ter pronta entrega do veículo completo também é um forte incentivo para as vendas”, revela Milton Susin, diretor da empresa.

Em 2010 a fabricante tinha 55 concessionárias espalhadas pelo Brasil. Este número deve chegar a 110 já em 2012. Este ano a companhia lançou também o Anjo Azul, oficina móvel que pretende garantir agilidade no atendimento. Além de representar vantagem para os clientes, a novidade oferece uma nova oportunidade de negócio para os distribuidores.

Outro foco de expansão é o mercado internacional. As vendas externas absorvem hoje 10% da produção da fábrica da Volare em Caxias do Sul (RS), que tem capacidade para cerca de 6,2 mil unidades anuais. A intenção é avançar nos mercados que já são consumidores regulares da empresa, como Uruguai, Argentina, Chile e Equador. Para isso, a companhia quer estruturar uma rede forte de distribuição e repetir fora do País a receita bem sucedida no mercado interno. Até o fim de 2012, o número de concessionárias em outros mercados deve chegar a 25.


Assista à entrevista exclusiva com Milton Susin, diretor da Volare:



Tags: Volare, ônibus, crescimento, venda, mercado, participação.

Comentários

  • Pratiano

    O problema da volare q ela nao se preocupa com os clientes, ela os deixam na mão. eu comprei um semana passada um Volare v6, com uma semana a porta parou de funcionar, ai entrei em contato com o SAC eles mandaram eu me virar. QUE BELA EMPRESA ESSA. eu moro a 100 km da concessionaria e tive q pagar para outra pessoa fazer meu trabalho com um micro zero na garagem. Eu me arrependo mesmo de ter adquirido um micro da Volare deveria ter comprado de uma empresa seria, que respeita seus clientes... Atençao compradores se eles fizeram isso comigo vao fazer o msm com vc.

  • Leandro Kuwer

    Olha eu comprei o meu primeiro Volare em 2010, e depois disso comprei mais 4 Volares, o que mais me levou a fazer novamente a opção por comprar novamente o Volare foi justamente o pós vendas da empresa, alem de que os onibus da Volare são "pau para toda obra", tive problema no Ar condicionado, e em outro tive problema de porta tambem, liguei para o SAC da empresa e fui prontamente atendido, foi agendado o serviço e solucionado. Então discordo do amigo generalizar a empresa como a Volare, extranho uma empresa que se preocupa tanto com seu cliente fazer o que você sr. PRATIANO falou acima.

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

Mobility Now