Automotive Business
  
News Mobility Now

Notícias

Ver todas as notícias

Mercado | 25/05/2012 | 18h49

Medidas são positivas, mas pontuais, diz Skaf

Presidente da Fiesp diz que não basta reduzir o IPI e estimular o crédito

AGÊNCIA BRASIL

O estímulo ao crédito e de redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) dos veículos são medidas positivas, mas pontuais. A afirmação é do presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf. As ações foram anunciadas na segunda-feira, 21, para estimular as vendas (leia aqui).

Segundo ele, essas e outras medidas adotadas pelo governo recentemente, como a redução da taxa de juros, são apenas o começo. O dirigente acredita que é preciso ir além e melhorar as condições para que as empresas brasileiras tenham competitividade.

“Nossa preocupação hoje tem que ser a competitividade. O Brasil perdeu sua competitividade e produz de forma cara. Aqui a energia é cara, o gás é caro, a logística é cara, falta infraestrutura, os juros são altos. Até pouco tempo, o câmbio estava completamente desequilibrado”, lembrou.

De acordo com Skaf, mesmo as indústrias “mais modernas” de outros países não conseguiriam ser competitivas no Brasil. “Se você pegar as indústrias mais modernas do mundo e puser aqui, ela perde sua competitividade, não por questões ligadas à fábrica, mas por questões conjunturais”, alertou.

Skaf negou que a redução do IPI e o estímulo ao crédito, que devem ampliar o consumo interno, sejam contraditórios à ideia de desenvolvimento sustentável, que será discutida na Rio+20, evento da Organização das Nações Unidas (ONU), em junho próximo. As declarações foram dadas durante o lançamento de um espaço das federações das indústrias do Rio de Janeiro e de São Paulo, que funcionará no período da Rio+20.



Tags: Paulo Skaf, Fiesp, incentivo, IPI, crédito.

Comentários

  • mrcava@bol.com.br

    Com certeza essas medidas não são definitivas! Afinal durante o anúncio foi deixado claro que são provisórias e com datas para vigência! Apesar de sabermos que haverá pressão de todos os sentidos para sua prorrogação!!! Medidas como essa funcinam em momentos de emergência, no entanto nosso país precisa de medidas definitivas no sentido do progresso sem comprometer a sustentabilidade! Até quando viveremos de medidas provisórias? Até quando pagaremos pelo luxo desmedido de sanguessugas? Até quando? Ass.Marcelo

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

Mobility Now