Automotive Business
  
News Mobility Now

Notícias

Ver todas as notícias

Conjuntura | 02/07/2012 | 11h37

Carros têm maior influência em recuo da inflação

Preço do automóvel novo diminuiu 3,9%

AGÊNCIA ESTADO

Carros novos e usados fecharam o mês passado como os itens de maior influência na baixa do Índice de Preços ao Consumidor - Semanal (IPC-S) de junho, divulgado nesta segunda-feira pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Pela quarta semana consecutiva, ambos os itens foram os maiores responsáveis pela desaceleração da taxa de inflação, para 0,11% nesta leitura.

Os preços dos automóveis novos passaram de uma queda de 4,26% registrada na terceira quadrissemana de junho para um recuo de 3,96% na leitura divulgada nesta segunda-feira, enquanto os dos usados ampliaram a redução de 2,48% para 2,74% no mesmo período.

Também contribuíram para a desaceleração do IPC-S em junho - 0,11% ante 0,52% em maio e ante 0,16% na quadrissemana encerrada no último dia 22 - tarifa de eletricidade residencial (de -0,46% na terceira quadrissemana para -0,84% no fechamento do mês passado), computador e periféricos (de -1,95% para -1,97%) e etanol (de -0,69% para -1,26%).

A lista dos itens que exerceram as maiores pressões de alta continuou sendo encabeçada pela tarifa de ônibus urbano e pelas refeições em bares e restaurantes no IPC-S de junho. A primeira teve alta de 1,94%, ante 1,32% na terceira quadrissemana do mês. Com relação à alimentação em bares e restaurantes, o aumento foi de 0,48%, ante alta de 0,59% na mesma base de comparação.

O principal destaque da quarta quadrissemana de junho partiu do grupo Despesas Diversas, que, de 1,48% na terceira quadrissemana do mês, passou para 0,48%. Nesta classe de despesas, o cigarro diminuiu sua pressão de alta ao variar de 3,15% para 0,51% no período. Também houve desaceleração nos grupos Habitação (de 0,13% para 0,06%), Vestuário (de 0,22% para 0,06%) e Saúde e Cuidados Pessoais (de 0,53% para 0,38%).

O grupo Transportes reduziu a queda na quarta quadrissemana do mês passado, ante a anterior, de -0,81% para -0,73%. Já no grupo Educação, Leitura e Recreação, os preços caíram mais (de -0,06% para -0,10%). Alimentação registrou aceleração de preços (de 0,67% para 0,74%) e Comunicação deixou o campo negativo (de -0,02% para 0,00%).



Tags: carro, inflação, IPC, automóvel, preço.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

Mobility Now