Automotive Business
  
News Mobility Now

Notícias

Ver todas as notícias

Indústria | 19/10/2012 | 21h50

Agora vai: BMW confirma fábrica no Brasil

Dilma recebe Ian Robertson na segunda, 22, para anúncio oficial

PEDRO KUTNEY, AB

A BMW confirmou o investimento em uma fábrica no Brasil. Na segunda-feira, 22, às 15h, já está na agenda oficial da presidente da República, Dilma Rousseff, a visita de Ian Robertson, vice-presidente de vendas e marketing e membro do conselho de administração do Grupo BMW, que deverá fazer o anúncio oficial do empreendimento em Brasília. Na quinta-feira, 18, o ministro do Desenvolvimento, Fernando Pimentel, já havia confirmado que a montadora alemã protocolou pedido de adesão ao Inovar-Auto, o regime automotivo brasileiro, para obter descontos tributários em troca da produção local de veículos. “Depois, a habilitação será rápida”, disse Pimentel no programa Bom Dia, Ministro, produzido pela Secretaria de Comunicação da Presidência da República.

“A BMW vai anunciar a construção no Brasil de sua primeira fábrica. Semana que vem (iniciada em 22 de setembro) o presidente mundial da empresa virá ao País para fazer o anúncio”, antecipou o ministro. Na mesma quinta-feira, Friedrich Eichiner, chefe de finanças da BMW, confirmou à agência Reuters que as negociações estavam em andamento: “Estamos no caminho agora e vamos agora submeter um plano de investimento para o governo brasileiro”, disse o executivo.

“Parece que (a fábrica) será no Sul, mas não quero antecipar porque é a empresa que vai fazer o anúncio, durante a visita de seu presidente ao Brasil”, acrescentou Pimentel. Todas as notícias divulgadas até agora levam a BMW para Araquari, em Santa Catarina, onde desde o fim de 2011 autoridades locais de dão como certa a vinda da montadora para a cidade, após diversas visitas de representantes da empresa para negociar a instalação da unidade. O Estado já até desenvolveu um programa próprio para garantir mais incentivos, o CompeteSC, que está em avaliação pela Assembleia Legislativa. No início de outubro o jornal A Notícia, da vizinha Joinville, já destacava que o anúncio seria feito ainda este mês e que a BMW havia negociado espaço em um condomínio industrial de Araquari para instalar o setor administrativo e iniciar as operações.

Desde o último dia 4 de outubro, quando foi anunciada regulamentação do novo regime automotivo, o governo brasileiro dá como certa a instalação de fábrica da BMW no Brasil. Naquela ocasião Pimentel disse que Cherry, JAC, Nissan e BMW investirão R$ 5 bilhões em novas unidades de produção no País. Em uma conta de chegada, subtraindo todos os outros aportes já divulgados, “sobra” para a BMW investir em torno R$ 700 milhões. Contudo, jornais especulam valores que podem chegar a R$ 1 bilhão.

Os recursos são suficientes, portanto, para construir uma planta industrial completa – não apenas uma linha de montagem de produtos importados desmontados, em regime CKD, como se esperava. Os planos iniciais da BMW no Brasil eram de montagem do Série 1 a partir de 2016.

Com a adoção de barreiras tarifárias às importações de carros, no fim de 2011, o projeto entrou em compasso de espera até que fosse regulamentada a política industrial definitiva para o setor automotivo no País. O Inovar-Auto, com maiores exigências de nacionalização de componentes e investimento em pesquisa e desenvolvimento, podem ter feito a BMW aumentar sua proposta e velocidade de ações. Além do Série 1, a imprensa especula a produção em solo brasileiro também do Série 3 e do X1, já a partir de 2014.



Tags: BMW, investimento, fábrica, regime automotivo, Ian Robertson, Dilma Rousseff.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

Mobility Now