Automotive Business
  
News Mobility Now

Notícias

Ver todas as notícias

Comerciais | 06/03/2013 | 18h25

Caminhões: produção tem alta de 72,7% no bimestre

Mas vendas caem 7,8% em relação ao ano passado, quando ainda eram negociados modelos Euro 3

CAMILA FRANCO, AB

A produção de caminhões com tecnologia Euro 5 totalizou 26,6 mil unidades no primeiro bimestre deste ano, alta significante de 72,7% sobre o mesmo período do ano passado, quando os fabricantes permaneciam estagnados diante dos altos estoques de modelos Euro 3, de 8% a 15% mais baratos, que ainda eram negociados no mercado. Apenas em fevereiro deste ano, com 18 dias úteis, foram fabricados 13,9 mil caminhões, o que representa acréscimo de 9,4% sobre janeiro último, com 22 dias úteis, e de 16,1% ante fevereiro do ano passado.

“A produção de caminhões tem impulsionado a indústria automobilística como um todo neste ano. Os números confirmam a retomada das encomendas, motivadas pela redução dos juros de financiamento (Taxa do Finame fixada em 3% no primeiro semestre e 4% no segundo)”, declarou Cledorvino Belini, presidente da Anfavea, associação que reúne os fabricantes de veículos, em apresentação à imprensa na quarta-feira, 6.

- Clique aqui para ver os resultados apresentados pela Anfavea.

O segmento dos caminhões semileves foi o que apresentou maior alta de produção na comparação entre este bimestre e o mesmo período do ano anterior, de 280,6%. A produção de caminhões médios cresceu 125,5%, a de semipesados, 75,4%, a de pesados, 62,6% e a de leves, 56,1%.

VENDAS

As vendas de caminhões Euro 5 no mercado interno permaneceram em patamares negativos na comparação com o ano passado. O bimestre fechou com pouco mais de 22 mil caminhões emplacados, volume 7,8% menor em relação ao mesmo intervalo de 2012. Em fevereiro foram comercializadas 9,9 mil unidades, retração de 17,6% na comparação com janeiro, que teve quatro dias úteis a mais, e de 8,8% em relação ao mês de fevereiro de 2012.

Belini lembra que nos primeiros três meses do ano passado o mercado interno de caminhões apresentava maior volume de vendas por causa das negociações dos últimos estoques dos modelos Euro 3. “Não podemos fazer comparações entre o primeiro trimestre do ano passado e este. Não é justo por causa das mudanças pelas quais o segmento passou. O importante é que a média diária foi praticamente a mesma, de 554 unidades em fevereiro de 2013 contra 575 no mesmo mês de 2012.” O executivo aponta que quase 10 mil veículos Euro 5 já foram vendidos no País.

Dentre os segmentos, o de pesados foi o que anotou menor queda nas vendas do bimestre, de 2,8%. Muitas concessionárias já têm encomendas até julho, demanda que deve refletir na produção em breve, como anunciou a Fenabrave em reunião na terça-feira, 5 (leia aqui).

Belini acredita que o reajuste de 5% no preço do diesel, anunciado pela Petrobras (leia aqui), não impactará o desempenho da indústria automotiva. “A influência se dará principalmente nos custos de distribuição do combustível. Tendo uma economia ativa, a produção e a venda de caminhões acompanham o ritmo.”

EXPORTAÇÕES

Foram exportados 2,5 mil caminhões no último bimestre. Desses, pouco mais de mil em fevereiro. O resultado do acumulado do ano representa retração de 30,5% em relação ao mesmo intervalo do ano anterior. Na comparação entre fevereiro deste ano com o de 2012 a queda é ainda maior, de 52,5%.

ÔNIBUS

O mercado de ônibus encerrou o bimestre com alta de 78,9% na produção. Foram fabricados 6,1 mil chassis nos dois primeiros meses, 3 mil em fevereiro.

O mercado interno teve 4,5 mil unidades comercializadas no bimestre, queda de 14,4% ante o mesmo período de 2012. Somente em fevereiro, foram vendidos 2,4 mil chassis, 11,3% a mais do que em janeiro último. Foram exportados 946 ônibus entre janeiro e fevereiro.



Tags: Anfavea, caminhões, vendas, produção, ônibus, pesados.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

Mobility Now