Automotive Business
  
News Mobility Now

Notícias

Ver todas as notícias

Tecnologia | 18/07/2013 | 16h43

Garrett mostra turbinas para o Inovar-Auto

Modelos são compactos e vêm resistindo bem aos testes com etanol

REDAÇÃO AB

Fabricante dos turbos Garrett, a Honeywell anuncia que cumpriu mais uma etapa do seu programa de desenvolvimento das turbinas NGT10 e NGT12 que produzirá para os futuros motores dos automóveis brasileiros a ser lançados a partir de 2016. De acordo com o diretor-geral da Honeywell Transportation Systems, José Rubens Vicari, esses novos turbos continuam a apresentar resultados positivos, sem indícios de incompatibilidade com etanol nos testes até agora realizados pela empresa.

Os turbos NGT10 e NGT12, projetados para motores a gasolina, flex e etanol com capacidade cúbica entre 900 e 1,4 mil centímetros cúbicos, têm tamanho reduzido para facilidade de montagem e redução de peso. Os materiais também são inovadores. As características aerodinâmicas permitiram o uso de rotores menores em relação à geração anterior. “Como os rotores são menores, a inércia do turbo é reduzida, melhorando, assim, as respostas às acelerações. A alta eficiência do turbo também contribui nesse sentido.”

Outras características dos novos turbos são a opção do atuador elétrico, para o controle mais preciso da pressão de sobrealimentação, e válvula de recirculação integrada na carcaça do compressor, além do sistema de mancais para lubrificantes de baixa viscosidade, que contribui para a redução do consumo de combustível do motor.

Turbos

Os novos turbos vêm sendo desenvolvidos para operar com pressão de sobrealimentação entre 0,8 e 1,2 bar pelo fato de o etanol suportar pressões ligeiramente mais altas e por ser menos susceptível à detonação (batida de pino) que a gasolina. Com os resultados obtidos, a Honeywell espera poder antecipar o início da produção da nova geração de turbos, inicialmente prevista para 2016, dependendo apenas da capacidade da rede de fornecedores e da confirmação dos pedidos das fábricas de automóveis com as quais realiza o programa de desenvolvimento.



Tags: Honeywell, Garrett, José Rubens Vicari, NGT10, NGT12, sobrealimentação, lubrificantes, baixa viscosidade, detonação, batida de pino.

Comentários

  • Marcelo

    Muito legal!

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

Mobility Now