Automotive Business
  
News Mobility Now

Notícias

Ver todas as notícias

Comerciais | 24/09/2013 | 19h36

MAN vence licitações para fornecer 5,2 mil veículos

Empresa entregará caminhões e ônibus para órgãos governamentais

REDAÇÃO AB

Texto atualizado em 25/9 às 9h55.

A MAN Latin America tem ampla carteira de pedidos para atender até o fim do ano. A companhia venceu uma série de licitações e fornecerá 5,2 mil veículos a órgãos governamentais. Com isso, a companhia informa que fechará 2013 como a maior fornecedora do governo no segmento de veículos comerciais.

Do total, 1.747 caminhões serão entregues ao Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA). Os veículos atuarão no transporte de água potável, construção de barreiras e manutenção de estradas por onde escoa parte da produção agrária do País. As unidades serão entregues em 14 estados brasileiros até abril e 2014.

Em outra licitação que a companhia venceu, ficou acertado o fornecimento de 2.603 ônibus para a Secretaria de Educação de São Paulo (Seduc) para o transporte de estudantes do ensino estadual e municipal da rede pública do Estado de São Paulo. A montadora fechou ainda a venda de 860 unidades ao exército. Nos pátios da fábrica de Resende (RJ) já se veem várias delas aguardando itens de fornecedores especializados em veículos militares.

A MAN também informa ter fechado alguns bons negócios no setor privado. Um deles foi com a Gabardo Transportes, maior frotista de caminhões do Rio Grande do Sul, que encomendou 100 veículos extrapesados do modelo Volkswagen de 420 cavalos de potência, uma das novidades que a empresa apresentará na Fenatran, feira dos transportes que acontece a partir de 28 de outubro.



Tags: MAN, caminhões, licitação.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

Mobility Now