Automotive Business
  
News Mobility Now

Notícias

Ver todas as notícias

Tecnologia | 01/07/2014 | 12h15

Audi usará molas de suspensão mais leves em veículos de produção

Feitas de polímeros reforçados por fibra de vidro, pesam 40% a menos

REDAÇÃO AB

A Audi lança mão de mais uma novidade tecnológica para reduzir o peso e, consequentemente, a emissão de seus veículos. A montadora vai passar a usar até o fim de 2014 molas para suspensão, mais leves, feitas de polímeros reforçados por fibras de vidro (GFRP). Elas substituíram as molas de aço.

A mola GFRP, que a Audi desenvolveu em colaboração com um fornecedor italiano, de cor verde claro, tem um filamento mais espesso do que o fio da mola de aço e tem um diâmetro geral ligeiramente maior, com um menor número de serpentinas. O mais importante, porém, é que ela é cerca de 40% mais leve.

Segundo a Audi, enquanto a mola de aço para um modelo médio de categoria superior pesa aproximadamente 2,7 quilogramas, a mola GFRP com as mesmas propriedades pesa apenas cerca de 1,6 quilogramas. Juntas, as quatro molas GFRP reduzem o peso em aproximadamente 4,4 quilogramas, metade dos quais se refere à massa não suportada por molas.

“As molas GFRP economizam peso em um ponto crucial do sistema de chassis. Estamos, portanto tornando a direção mais precisa e aprimorando o conforto vibracional,” diz em nota Ulrich Hackenberg, membro do conselho administrativo para desenvolvimentos técnicos da Audi AG.

O núcleo das molas consiste de longas fibras de vidro torcidas conjuntamente e impregnadas de resina de epóxi. Uma máquina envolve fibras adicionais em volta do núcleo. Essas malhas de tensão e compressão se sustentam mutuamente para absorver de forma ótima os estresses que atuam sobre o componente. No último passo da produção, a peça bruta é curada em um forno a temperaturas de mais de 100º C.

Outro benefício do material, segundo a fabricante, é que ele não sofre corrosão, mesmo após ser submetido ao impacto de pedras, e é imune a agentes químicos tais como os produtos usados para limpar rodas. Fora isso, a produção requer muito menos energia do que a produção das molas de aço.



Tags: Audi, molas, suspensão, polímeros, tecnologia, aço.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

Mobility Now