Automotive Business
  
News Mobility Now

Notícias

Ver todas as notícias

Duas Rodas | 02/10/2015 | 12h40

Honda PCX 150 recebe várias mudanças

Linha 2016 do scooter mais vendido do Brasil parte agora de R$ 10.299

REDAÇÃO AB

A Honda atualizou o PCX 150, scooter mais vendido do Brasil desde 2014. O modelo chega à rede com preço inicial de R$ 10.299. A diferença mais evidente está nos faróis, mas toda a carenagem foi mudada e o sistema de iluminação agora utiliza somente LEDs desde a lanterna traseira até os faróis principais.

As mudanças do PCX foram ditadas pela Tailândia, de onde ainda vem parte importante dos componentes utilizados no Brasil. O painel de instrumentos também é novo. Uma tomada de 12 volts foi incluída para carregamento de eletrônicos.

Seu motor teve a cilindrada ligeiramente reduzida de 153 para 149 centímetros cúbicos por causa da legislação de alguns mercados em que há mudança na categoria de habilitação para motores de 150 cc em diante. A potência baixou de 13,6 para 13,1 cavalos. A linha 2016 teve a garantia aumentada de um para três anos com as sete primeiras trocas de óleo gratuitas.

Desde seu lançamento, em abril de 2013, o PCX teve quase 46 mil unidades emplacadas. E suas vendas de janeiro a setembro de 2015 subiram 34,6% em relação ao mesmo período do ano passado. Já o mercado de motos recuou 11,4%. “As vendas de scooters crescem porque eles atraem clientes novos e não usuários de motos”, afirma o engenheiro da Honda, Alfredo Guedes Júnior.

Segundo ele, as mudanças de estilo trazem elementos dos automóveis para reforçar o apelo que o modelo já tem entre os motoristas que compram um scooter para fugir do trânsito ou como segundo veículo.


À esquerda, a linha 2016 do scooter e à direita o modelo antigo. Faróis são a mudança mais perceptível, mas toda a carenagem foi alterada. Painel, bancos e sistema de iluminação são todos novos.



Tags: Honda, PCX, scooter, LEDs, Alfredo Guedes Júnior.

Comentários

  • mario nogueira

    Acabei de adquirir, há uma semana atrás, uma PCX 2015/2015- zero km. Pelo visto me ferrei de novo na mão da Honda, adquirindo algo já modificado. Por 700 reais de diferença , adquiria essa 2016. Ainda há uma garantia aumentada de um para tres anos. Me sinto lesado,principalmente pela concessionária!

  • Bombera

    Então Mario, é uma verdadeira sacanagem para quem acabou de comprar, eu achava que este modelo nem viria para o Brasil, comprei a minha em 08/13, e agora vou trocar pelo novo modelo, você não vai se arrepender, a moto é muito boa!

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

Mobility Now