Automotive Business
  
News Mobility Now

Notícias

Ver todas as notícias
Kia Motors vai investir US$ 2 bilhões em carro autônomo

Tecnologia | 16/11/2015 | 18h51

Kia Motors vai investir US$ 2 bilhões em carro autônomo

Em 2020 companhia quer lançar sistemas avançados de assistência

REDAÇÃO AB

A Kia Motors é mais uma fabricante de veículos a dar passo importante para tornar realidade o carro autônomo. A empresa anunciou que investirá US$ 2 bilhões até 2018 na tecnologia. Com o plano, a montadora pretende lançar veículos equipados com sistemas mais avançados de assistência ao motorista a partir de 2020. O primeiro carro da marca realmente capaz de rodar sem interferência do motorista deve chegar ao mercado na década seguinte, a partir de 2030.

O investimento anunciado até 2018 só dará conta da fase inicial do projeto, voltada ao desenvolvimento do Sistema Avançado de Assistência ao Motorista. “Vamos começar uma grande quantidade de pesquisas e testes rigorosos de produtos para fazer desta tecnologia uma realidade. A Kia ainda está nos primeiros estágios de desenvolvimento de suas próprias tecnologias, mas estamos confiantes de que as últimas inovações - parcial e totalmente autônomas – tornarão a condução ainda mais segura para todos”, declarou Tae-Won Lim, vice-presidente da central de pesquisa avançada e do Instituto de Engenharia da Hyundai Motor Group.

O sistema demandará trabalho estreito entre o Grupo Hyundai, fornecedores e empresas afiliadas no desenvolvimento de tecnologias em três frentes. A primeira delas é a de reconhecimento, englobando sensores capazes de detectar obstáculos, de ler a estrada e identificar o que está adiante. O outro foco está no desenvolvimento de tecnologias de julgamento, sistemas de computação avançados que podem tomar decisões com base nas informações captadas pelos sensores. A terceira frente de trabalho é a de controle, que inclui dispositivos eletrônicos e mecânicos ativos que permitem que o carro execute as decisões tomadas pela tecnologia autônoma.

Entre os frutos das pesquisas que chegarão primeiro ao mercado está o Highway Driving Assist (HDA), previsto para 2020. O dispositivo controla direção, frenagem e aceleração em estrada, o que garante que ele mantenha distância segura dos carros à frente e permaneça na faixa de rodagem dentro dos limites de velocidade. A empresa também desenvolve o Traffic Jam Assist (TJA). A tecnologia segue os mesmo princípios da HDA, mas em situações de tráfego urbano.

Como recursos para estacionamento, a Kia investe em tecnologias para facilitar manobras em baixas velocidades, como o Smart Parking Assist System (SPAS), que permite que o carro estacione de forma independente em espaços paralelos ou perpendiculares. A empresa também prepara a chegada do Remote Advanced Parking Assist System (RAPAS), que estaciona sozinho quando o motorista pressiona o botão da chave inteligente.

LIDERANÇA EM CARROS VERDES

Além do plano para veículos autônomos, a Kia divulgou meta ambiciosa de ser líder em veículos verdes, com nível mais baixo de consumo e de emissões. A gama da marca no segmento deve sair dos atuais quatro modelos para 11 veículos até 2020, incluindo carros elétricos, híbridos e até um modelo movido a célula de hidrogênio. A empresa planeja melhorar ainda a eficiência energética de seu portfólio como um todo em 25% até 2020, na comparação com os dados de 2014. Cerca de 70% dos motores atuais da linha da marca serão substituídos por versões mais eficientes.

Para alcançar as metas, a companhia ampliará o investimento em Pesquisa & Desenvolvimento nesta área. O Grupo Hyundai como um todo aplicará US$ 10,2 bilhões na criação da nova gama de veículos menos poluentes e na construção de fábricas ecológicas para produzir estes carros.



Tags: Kia, carro autônomo, tecnologia, assistência.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

Mobility Now