Automotive Business
  
News Mobility Now

Notícias

Ver todas as notícias
Anef: cai o uso do Finame na compra de caminhões e ônibus

Crédito | 02/06/2016 | 17h33

Anef: cai o uso do Finame na compra de caminhões e ônibus

No segmento de veículos leves, vendas à vista batem recorde

REDAÇÃO AB

Com o fim dos PSI (Programa de Sustentação do Investimento), caiu o uso do Finame/BNDES para o financiamento de caminhões e ônibus. Dados da Anef, associação que representa as empresas financeiras das montadoras, mostram que 84% das vendas de veículos pesados foram feitas a prazo no primeiro trimestre de 2015.

O Finame teve a maior participação entre as modalidades e respondeu por 64% das operações. Ainda assim, o volume é 10 pontos porcentuais menor do que o registrado há dois anos, entre janeiro e março de 2014. Com isso, o uso do financiamento do BNDES caiu ao menor patamar desde 2009. Segundo a Anef, 18% das vendas de caminhões e ônibus foram realizadas por meio de operações CDC e outros 2% foram adquiridos por consórcio. O leasing teve adesão baixa, de apenas 1%.

VENDAS À VISTA TÊM RECORDE

Entre os veículos leves, a surpresa está no grande número de negócios fechados à vista. A Anef aponta que 42% dos negócios foram pagos no ato, o maior nível desde o início da série histórica. Os pagamentos a prazo foram usados em 58% das operações. O CDC foi a modalidade mais utilizada, com 51%. O consórcio vem em seguida, usado em 5% das aquisições, seguido pelo leasing, com 2%.

“O consumidor efetua compras por meio de três grandes drivers: confiança, renda e crédito; elementos que vêm se degradando bastante. Isso tende a impactar na indústria como um todo", avaliou o presidente da Anef, Gilson Carvalho, em comunicado distribuído pela entidade.

A diminuição do interesse por financiar veículos é visível nos dados do Banco Central divulgados no dia 30 de maio (leia aqui). O levantamento mostra que, nos últimos 12 meses encerrados em abril passado, o saldo da carteira de crédito para a compra de veículos encolheu R$ 24,6 bilhões, o que fez o estoque de financiamentos cair para R$ 153 bilhões.



Tags: Anef, crédito, financiemento, Finame, veículos.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

Mobility Now