Automotive Business
  
News Mobility Now

Notícias

Ver todas as notícias

Indústria | 22/11/2016 | 19h25

Ford reabrirá 3º turno em Camaçari

Montadora confirma decisão, apesar de suas vendas terem caído mais de 30%

REDAÇÃO AB

A Ford vai reativar em fevereiro o terceiro turno de sua fábrica de Camaçari (BA), onde são montados o EcoSport e a linha Ka (hatch e sedã). A notícia foi confirmada pela montadora e surpreende pelo fato de suas vendas terem recuado 32,4% no acumulado até outubro ante o mesmo período de 2015. Ainda quando considerados apenas os carros fabricados em Camaçari, a retração é de 21,3%, em linha com o que ocorre com o mercado brasileiro de automóveis.

Segundo o presidente da Ford para a América do Sul, Lyle Watters, a retomada do terceiro turno “ajuda a reforçar a competitividade para reagir às oportunidades do mercado”. Ainda de acordo com a montadora, o retorno se justifica pela demanda por Ka e EcoSport na América do Sul.

De acordo com o sindicato local dos metalúrgicos, em dezembro se encerra o layoff de 80 trabalhadores do setor de autopeças do complexo de Camaçari e mais adiante retornam 415 funcionários da Ford. Um documento produzido pela montadora e divulgado parcialmente pelo sindicato menciona a reativação do terceiro turno com capacidade reduzida.

“Para tanto, a empresa fará readequação com a atual mão de obra e com os trabalhadores que retornarão do TLO (layoff) em 14 de fevereiro de 2017.”

A produção do terceiro turno em Camaçari foi interrompida em março deste ano.



Tags: Ford, Camaçari, EcoSport, Ka, Lyle Watters.

Comentários

  • roseli

    olá,vao ser chamados quem trabalhou la ou serao novos funcionarios,queria mandar meu curriculum

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

Mobility Now