Automotive Business
  
News Mobility Now

Notícias

Ver todas as notícias

Trabalho | 12/12/2016 | 19h07

Ex-funcionários da Busscar começam a receber parte dos pagamentos atrasados

Serão repassados R$ 18 milhões a 2,4 mil trabalhadores nos próximos 10 dias

REDAÇÃO AB

Os ex-funcionários da Busscar, encarroçadora de Joinville (SC) cuja falência foi decretada em setembro de 2014, começaram a receber na segunda-feira, 12, os pagamentos referentes a 30% dos créditos destinados a trabalhadores que constam no processo de falência da empresa, conforme comunicado divulgado pelo Instituto Professor Rainoldo Uessler (Ipru), responsável pela administração da massa falida da empresa.

Serão repassados cerca R$ 18 milhões por meio de cheques nominais para 2,4 mil pessoas, das quais 1,4 mil receberão entre os dias 12 e 17 e as outras 1 mil na próxima semana, de 19 a 23. O cronograma foi organizado pelo próprio Ipru.

Os recursos utilizados para os pagamentos são provenientes dos mais de 95% dos bens não operacionais da Busscar que foram leiloados para tentar quitar parte da dívida calculada em R$ 1,6 bilhão (leia aqui). Também foram a leilão os bens da Tecnofibras e Climabuss, que faziam parte do grupo, além das ações da Busscar na Colômbia.

Os pagamentos aos ex-funcionários colocam fim à espera de pelo menos dois anos desde a decretação da falência, mas havia funcionários que não recebiam há pelo menos três anos. A empresa já foi uma das principais encarroçadoras do País e começou a ter dificuldades financeiras após a morte de seu fundador, Harold Nielson. Em 2004, a Busscar foi socorrida pelo BNDES e entrou em crise em 2008. Três anos depois entrou em recuperação judicial e teve a falência decretada em setembro de 2014.



Tags: Busscar, indenizações, falência, trabalhadores, funcionários, ônibus, Joinville.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

Mobility Now