Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias
Produção de motos este ano deve somar 937 mil unidades, prevê Abraciclo

Indústria | 14/10/2020 | 15h10

Produção de motos este ano deve somar 937 mil unidades, prevê Abraciclo

Segundo a nova projeção da entidade, setor deve ter queda de 15,4% na produção e de 16% nas vendas em relação a 2019

REDAÇÃO AB

De acordo com o balanço divulgado pela Abraciclo na quarta-feira, 14, as indústrias localizadas no Polo Industrial de Manaus (PIM/AM) produziram 105 mil motocicletas em setembro, o que representa elevação de 6,8% em relação a agosto – quando foram fabricadas 98,4 mil unidades – e de 13% na comparação com o mesmo mês do ano passado (que somou 92,9 mil veículos). Mas no acumulado do ano o resultado segue negativo, com 693,5 mil motocicletas produzidas em oito meses, o que indica retração de 17,1% comparado ao mesmo período de 2019 (836,4 mil).

“A produção de motocicletas foi fortemente impactada no período mais crítico da pandemia, os números comprovam isso. No entanto, desde a retomada gradual das atividades, as fábricas registram curva ascendente. Este quadro se confirmou em setembro, quando alcançamos o melhor resultado do ano”, afirmou Marcos Fermanian, presidente da Abraciclo. Até então, o melhor mês de 2020 havia sido março, com 102,8 mil motos produzidas.

Diante do novo cenário, a Abraciclo revisou suas projeções para o ano e, de acordo com elas, a expectativa é chegar ao fim do ano com 937 mil motocicletas produzidas, o que representa retração de 15,4% em relação a 2019 (quando o setor somou 1,1 milhão de unidades). A estimativa anterior, apresentada em janeiro, no período pré-pandemia, era parecida, com expectativa de alcançar 1,17 milhão motos fabricadas.

Fermanian explica que vários fatores favorecem a recuperação do segmento e, por isso, a queda deverá ser menor na comparação com outros setores da indústria. “Hoje a motocicleta é indicada para evitar as aglomerações no transporte público, representando uma alternativa de transporte ágil, econômica e de baixo custo de manutenção. Também passou a ser um instrumento de trabalho e fonte de renda para as pessoas que passaram a atuar nos serviços de entrega”, disse o presidente da Abraciclo.

VENDAS NO ATACADO E VAREJO



Ainda de acordo com a Abraciclo, as vendas no atacado (para as concessionárias) somaram 100,6 mil unidades em setembro, com alta de 4,4% em relação ao registrado em agosto (96,4 mil) e de 5,6% contra setembro de 2019 (95,2 mil). Já no acumulado do ano, houve queda de 18,4%, com 665,6 mil unidades faturadas, contra 816 mil no ano passado.

As vendas no varejo – de acordo com os dados do Renavam analisados pela Abraciclo – totalizaram 99,6 mil, representando aumento de 3,8% em relação a agosto, que teve 95,9 mil modelos comercializados e de 13,6% em relação às 87,7 mil motocicletas vendidas em setembro de 2019. No acumulado do ano, porém, os emplacamentos somaram 630,8 mil, com retração de 20,8% na comparação com o mesmo período do ano passado, que teve 796,4 mil motos licenciadas.

A entidade também refez suas projeções para vendas no atacado e no varejo. No primeiro, as fábricas deverão chegar a 909 mil motocicletas vendidas, volume 16,2% menor do que o registrado em 2019 (1,08 milhão). No início do ano, a perspectiva era chegar a 1.15 mil unidades. Já no varejo, a retração deve ser de 16%, totalizando 905 mil emplacamentos. Em 2019 foram comercializadas 1,08 milhão de motocicletas e a perspectiva em janeiro era alcançar a marca de 1,14 milhão.

EXPORTAÇÕES



As exportações do setor totalizaram 3,6 mil unidades em setembro, com queda de 29,9% em relação a agosto (5,1 mil), mas aumento de 51,5% quando comparadas às 2,4 mil unidades enviadas ao exterior em setembro do ano passado. No acumulado do ano foram exportadas 23,6 mil motocicletas, com queda de 18,8% na comparação com o mesmo período de 2019 (29,1 mil unidades).

A Abraciclo manteve sua expectativa para as exportações em 2020. Os embarques deverão somar 28 mil unidades, correspondendo à retração de 27,5% na comparação com o volume registrado em 2019 (38.6 mil motocicletas).



Tags: Indústria, Abraciclo, motocicletas, motos, duas rodas, PIM, produção, vendas, atacado, varejo, Marcos Fermanian.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência