Automotive Business
  
News Mobility Now

Notícias

Ver todas as notícias
Outubro supera 200 mil emplacamentos pela primeira vez no ano

Mercado | 03/11/2020 | 18h15

Outubro supera 200 mil emplacamentos pela primeira vez no ano

Foram emplacados 205 mil veículos leves, em pequena alta de 3% sobre setembro; em 10 meses 2020 soma 1,5 milhão de unidades vendidas, em queda de 31% sobre 2019

PEDRO KUTNEY, AB

Pela primeira vez em 2020 foi superada a marca dos 200 mil emplacamentos mensais, segundo números preliminares apurados pela Autoinforme e Bright Consulting que foram repassados a Automotive Business Assim outubro ultrapassou setembro e tornou-se o melhor mês do ano para o mercado de veículos leves, com o total de 205 mil unidades vendidas, o que representa pequena alta de 3,2% sobre o mês anterior e queda de 15% na comparação com outubro de 2019.


Mas o recuo sobre o mesmo mês de 2019 é bem menor, de 6,8%, quando se compara os licenciamentos diários, porque outubro passado teve 21 dias úteis com média de 9.767 automóveis e utilitários emplacados em cada um deles, enquanto no ano anterior foram 23 dias com 10.486 registros/dia. “Mas o último dia do mês foi muito fraco e não entendemos ainda o que houve”, relata Paulo Cardamone, sócio diretor da Bright Consulting, para explicar a desaceleração do crescimento mensal que vinha sendo observado.

Novamente existem relatos de falta de alguns produtos mais procurados, por falta de componentes para produção ou planejamento abaixo da demanda. Portanto o resultado de outubro segue abaixo do potencial que o mercado vem demonstrando.

O acumulado de 10 meses de 2020 soma 1,5 milhão de veículos leves vendidos, o que representa retração de 31% em relação ao mesmo período de 2019. O porcentual bate exatamente com a projeção divulgada mês passado pela associação de fabricantes, a Anfavea, que revisou suas estimativas e espera por queda de 31% nas vendas deste ano em comparação com o anterior, com 1,83 milhão de emplacamentos de automóveis e comerciais leves.

A Bright Consulting avalia que a força dos últimos dois meses do ano deverá puxar um resultado anual pouco melhor: “Nossa previsão para o fechamento de 2020 continua estimada em 1,958 milhão, ou seja, queda de 27% sobre 2019”, calcula Cardamone.

Ainda segundo apurou a consultoria, as vendas diretas – veículos faturados diretamente aos clientes, como locadoras, frotistas, taxistas e pessoas com deficiência (PcD) – continuam a representar parcela considerável dos negócios. Em outubro esse canal foi responsável por 43,9% do emplacamentos. “Mas a venda direta no último dia caiu ao redor de 29%, foi muito fraca em comparação aos outros dias do mês, o que sugere alguma mudança de comportamento do mercado em relação ao que vinha acontecendo nos meses anteriores”, afirma Cardamone.

Os registros oficiais do Renavam consolidados pela Fenabrave, a associação dos concessionários, serão divulgados na quarta-feira, 4.



Tags: Mercado, balanço, emplacamentos, licenciamentos, vendas, veículos leves.

Comentários

  • PauloRamos

    Excelentereportagem! Com relação à queda dos emplacamentos no último dia do mês, se deu um função do feriado para os servidores públicos e por isso, muitos Detrans não funcionaram.

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

Mobility Now