Automotive Business
  
News Mobility Now

Notícias

Ver todas as notícias

Indústria | 05/11/2020 | 21h00

Produção perde impulso na Argentina em outubro

Ritmo das fábricas voltou a cair no país vizinho e interrompe retomada

REDAÇÃO AB

Após cinco meses de crescimento, o desempenho dos fabricantes de veículos voltou a recuar no mês passado, segundo dados divulgados na quarta-feira, 5, pela Adefa, associação que reúne as montadoras instaladas no país. Com a produção mensal de 28.706 unidades, houve retração de 10,7% em relação a setembro (que teve um dia útil a mais), e de 9,8% na comparação com o mesmo mês de 2019. No acumulado de dez meses as fábricas argentinas produziram 194.445 caros e utilitários leves, resultado 28,8% abaixo do verificado em igual intervalo do ano passado.


Daniel Herrero, presidente da Adefa, informou que além de um dia a menos de produção em outubro em relação a setembro, no mês passado algumas empresas fizeram adequações em suas linhas para o lançamento de novos produtos, o que acabou provocando a retração.

As exportações também caíram em outubro. A indústria argentina exportou 14.845 veículos no mês, em queda de 17,1% sobre setembro e recuo de 23,2% na comparação com outubro de 2019. Em dez meses foram embarcados para fora do país 187.362 unidades, o que resulta em retração de 41,7% ante o mesmo período do ano passado.

Nas vendas no atacado, os fabricantes faturaram ao concessionários 33.320 veículos em outubro, número 5% abaixo de setembro, mas 22,5% acima do mesmo mês de 2019 – o único número positivo do período. Na soma do ano, foram comercializadas 242.364 unidades, o que resulta em queda de 23,9% sobre o mesmo período um ano antes.



Tags: Argentina, mercado, resultado, balanço, produção, vendas, Adefa.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

Mobility Now

ABTV

Mobility Now