Automotive Business
  
News Mobility Now

Notícias

Ver todas as notícias
Vendas de consórcios têm leve aumento de 0,5% até outubro

Crédito | 25/11/2020 | 16h30

Vendas de consórcios têm leve aumento de 0,5% até outubro

Abac vê estabilidade com a venda de 2,03 milhões de unidades em dez meses

REDAÇÃO AB

As vendas de consórcios para veículos apresentaram leve aumento de 0,5% no acumulado de janeiro a outubro em comparação com iguais meses do ano passado, segundo divulgação da Abac, associação das administradoras de consórcios. Em seu boletim mensal, a entidade indica que foram contratadas 2,03 milhões de novas cotas no período contra as 2,02 milhões de um ano antes – volume que considera a soma das cotas para a aquisição de veículos leves, pesados e motocicletas.

Com isso, o volume de crédito nos dez meses completos de 2020 pelo setor de consórcios fechou em R$ 78,1 bilhões, representando aumento de 12,6% sobre os R$ 69,4 bilhões do acumulado janeiro-outubro de 2019.

“Chegamos ao décimo mês anotando performance positiva, bastante acima da média mensal do ano, considerando a atipicidade da influência pandêmica e o contraponto do comportamento dos consumidores, que buscaram no consórcio suprir seus objetivos de consumo, formação patrimonial e investimentos, na maneira mais simples e econômica disponível no mercado”, esclarece Paulo Rossi, presidente executivo da Abac.

Com um número maior de novas cotas, o sistema de consórcio também registrou aumento no número de participantes ativos, que em outubro ficou em 6,35 milhões, considerando todos os segmentos de veículos, um crescimento de 2,6% com relação aos 6,19 milhões registrados no fechamento de outubro do ano passado.

Entre os segmentos, no de veículos leves, que abrange automóveis e utilitários, houve aumento de 2,9% das vendas de cotas de consórcios, para mais de 1,08 milhão de unidades, com alta de 4,1% no volume de crédito. Da mesma forma, o número de participantes diminuiu 1,9%, enquanto o ticket médio de outubro reduziu 1,9% sobre mesmo mês do ano passado, para R$ 46,9 mil.

No segmento de veículos pesados, que abrange caminhões, ônibus, tratores e semirreboques rodoviários e agrícolas, o setor de consórcios observou avanço em todos os indicadores: após registrar quedas até maio, o segmento só registrou aumento desde então, chegando a uma alta de 11,6% das vendas de novas cotas no acumulado do ano até outubro, para 88,3 mil unidades.

Por se tratar de um setor essencial que inclui bens de produção, transporte e do agronegócio, há expectativas positivas até o fim de ano, o que se confirma com o aumento das vendas de cotas ao mesmo tempo em que o valor médio subiu quase 15% em outubro, para R$ 178,5 mil. O número de contemplações aumentou 4,3%, o que mostra a urgência com que o setor quer adquirir mais produtos para atender suas demandas.

Já no setor de duas rodas, o sistema de consórcio registrou queda de 3,1% nas vendas de novas cotas no comparativo anual de dez meses, para 862,8 mil unidades. Por outro lado, os consórcios foram responsáveis por 52,5% das vendas de motocicletas no Brasil neste período, graças às quase 400 mil contemplações do segmento no acumulado do ano.



Tags: Vendas, consórcios, cotas de consórcios, Abac, consórcio para veículos, crédito, Paulo Rossi.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

Mobility Now