Automotive Business
  
News Mobility Now

Notícias

Ver todas as notícias
Importadores fazem apelo ao governo por redução de imposto

Mercado | 01/12/2020 | 16h40

Importadores fazem apelo ao governo por redução de imposto

Associadas à Abeifa pedem urgência na redução de alíquota de importação diante do dólar acima de R$ 5

REDAÇÃO AB

Diante de novos resultados negativos divulgados na terça-feira, 1º, as empresas associadas à Abeifa (Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores) voltaram a apelar ao governo com o pleito de reduzir o imposto de importação de automóveis, dos 35% atuais para 20%. O pedido foi protocolado oficialmente pela entidade em abril, logo após o anúncio da pandemia.

“Desde o início de nossa gestão, em 16 de março, temos enfatizado que o setor de veículos importados não suportaria período prolongado de pressão sobre os preços praticados em reais ocasionada pela valorização contínua das principais moedas estrangeiras, notadamente o dólar e o euro. Passados oito meses, o setor está no limite da exaustão financeira. Algo precisa ser feito para aliviar os grupos empresariais nacionais e com isso proteger redes de concessionárias e empregos do setor”, afirmou João Henrique Oliveira, presidente da Abeifa.



O dirigente alertou ainda que a situação de sufoco financeiro de importadores e concessionários poderá prejudicar os consumidores brasileiros de carros importados, que sem a rede atual podem ficar desassistidos em fornecimento de peças e serviços de pós-vendas.



- Faça aqui o download dos resultados divulgados pela Abeifa
- Veja outras estatísticas em AB Inteligência



Em ofício enviado recentemente à Secretaria de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais, ligada ao Ministério da Economia, a Abeifa destacou que 72% dos veículos importados pelo Brasil são provenientes do Mercosul e do México, e que, portanto, já contam com o benefício da alíquota zero de importação. Ou seja, os automóveis trazidos de outros países representam somente 3% das vendas internas, mas são responsáveis por gerar 17,5 mil postos de trabalho, além de arrecadação tributária anual que supera R$ 1,2 bilhão.

“Esse cenário nos impõe um pleito inadiável; precisamos que a alíquota do imposto de importação, dos atuais 35%, seja reduzido para 20%, o equivalente à TEC (Tarifa Externa Comum) do Mercosul. Essa medida não se caracteriza em benefício fiscal, ao contrário, diante do exposto na última semana pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, fortaleceria o Brasil no comércio internacional, até porque o setor de veículos importados, desde 1990, tem contribuído efetivamente com o engrandecimento do setor automotivo brasileiro”, argumentou o presidente da Abeifa.



Tags: Mercado, Abeifa, importadores, veículos importados, imposto de importação, alíquota, Mercosul, México, João Henrique Oliveira.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

Mobility Now