Automotive Business
  
News Mobility Now

Notícias

Ver todas as notícias
Vendas de máquinas consolidam crescimento em 2020

Mercado | 07/12/2020 | 19h23

Vendas de máquinas consolidam crescimento em 2020

Com 42 mil unidades até novembro, setor já supera 2019 em quase 4%

SUELI REIS, AB

As vendas de máquinas agrícolas e rodoviárias no acumulado de janeiro a novembro já consolidam o crescimento do setor em 2020. O balanço da Anfavea apresentado na segunda-feira, 7, mostra que o segmento entregou pouco mais de 42 mil unidades no período, o que já supera iguais meses de 2019 em quase 4%.



- Faça aqui o download dos dados da Anfavea
- Veja outras estatísticas em AB Inteligência



No resultado isolado de novembro, cujas vendas fecharam em 4,3 mil máquinas, embora o volume represente de 5,8% sobre outubro, ainda é 29,5% maior que o registrado em novembro de 2019.

Segundo a vice-presidente da Anfavea, Ana Helena de Andrade, este é o melhor novembro para o setor desde 2014 e o melhor resultado acumulado desde 2018.

“Essa redução de novembro contra outubro não é nenhum alerta de queda significativa, é uma sazonalidade tradicional para o mês, quando se vende mais colheitadeiras e menos tratores e isso acaba impactando no total”, explica a VP da Anfavea, Ana Helena. “Já esse aumento sobre o mesmo mês de 2019 está consolidando um ano positivo para o setor de máquinas”, completa.



Nas exportações, o segmento segue o ritmo lento dos principais mercados que o Brasil atende. Embora a indústria brasileira de máquinas tenha registrado ligeiro aumento de 0,9% das exportações de novembro com relação a outubro, o total de 804 unidades é quase 28% menor que as mais de 1,1 mil embarcadas em mesmo mês de 2019.

Com isso, as exportações de máquinas fecharam o acumulado de onze meses com 8 mil unidades, queda de 32,6% sobre as 11,9 mil vendidas ao exterior no mesmo período do ano passado.

“A queda acumulada é em função dos países, principalmente da América do Sul, que ainda não tiveram uma recuperação econômica que impactasse na retomada das aquisições”, comenta Ana Helena.

Contudo, a produção volta a retomar seu ritmo. Em novembro, com 5 mil unidades montadas, o setor de máquinas registra alta de 2,4% sobre outubro e aumento ainda maior, de 13,3% quando comparado com novembro de 2019. No entanto, o setor acumula queda de 15,5% em onze meses sobre o ano passado, ao chegar em 43 mil unidades.

“Apesar de ter voltado a produzir rápido após as paralisações, a indústria de máquinas ainda está produzindo abaixo de sua capacidade. No entanto, os números de novembro já estão indicando um caminho para a normalidade”, avalia a vice-presidente da Anfavea.

ID AGRO, CONQUISTA PARA O SETOR DE MÁQUINAS


A vice-presidente da Anfavea comemorou a criação do sistema ID Agro, que vai permitir que pela primeira vez o Brasil registre os tratores agrícolas em um sistema, como é feito com automóveis, uma vez que estão sujeitos à legislação já que podem rodar em vias públicas. Segundo ela, o projeto passou a ser responsabilidade do Ministério da Agricultura em 2015, mas desde então estava parado por falta da criação de um sistema informatizado para a função.

Ela conta que neste período, muitos tratores foram apreendidos circulando em ruas e rodovias. Também conta que há muitos problemas com roubo de tratores, o que dificultava a localização do proprietário.

Pela nova regra, cada trator novo vendido em concessionária sairá da loja com um código do tipo QR Code, o qual trará informações sobre seu comprador. A leitura poderá ser feita pelo sistema via aplicativo para smartphones, pelo qual o proprietário também poderá provar que é o dono do equipamento.

“O ID Agro resolve um problema de propriedade, que é bastante sério, e traz algumas vantagens, por exemplo, no custo do seguro, que é muito caro justamente por falta de documentação que comprovem a legítima propriedade. Da mesma forma, também vai facilitar a venda de máquinas usadas, podendo reduzir a zero o risco de comprar um equipamento que não seja realmente de quem o está oferecendo”, analisa Ana Helena.

Segundo ela, o sistema já está funcionando em fase piloto de testes e gradativamente as montadoras vão poder registrar seus produtos e concessionárias no sistema. “Acreditamos que até no início do ano esse processo esteja concluído”, estima.



Tags: Anfavea, vendas de máquinas agrícolas, colheitadeiras, tratores, ID Agro, Ana Helena de Andrade.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

Mobility Now

ABTV

Mobility Now