Automotive Business
  
News Mobility Now

Notícias

Ver todas as notícias
GM anuncia plano para neutralizar emissões de carbono até 2040

Sustentabilidade | 29/01/2021 | 15h44

GM anuncia plano para neutralizar emissões de carbono até 2040

Grupo também se comprometeu a lançar 30 veículos elétricos em todo o mundo até meados desta década

REDAÇÃO AB

A General Motors anunciou, por meio de comunicado oficial, que pretende se tornar neutra em emissões de carbono até 2040, e para isso se comprometeu a adotar metas baseadas na ciência, além de ter assinado o Business Ambition Pledge for 1,5 °C, um esforço mundial que reúne agências da ONU e líderes empresariais e industriais para trabalharem com o objetivo de evitar o aquecimento global.

“A General Motors está se juntando a governos e empresas globalmente, trabalhando para criar um mundo mais seguro, mais verde e melhor”, afirmou Mary Barra, CEO da empresa. “Nós encorajamos outros a seguir este exemplo e causar um impacto significativo em nossa indústria e na economia como um todo”, acrescentou.

Um dos primeiros passos da GM para atingir o objetivo será zerar as emissões de seus veículos leves novos até 2035 por meio da eletrificação. A empresa garante que vai trabalhar para oferecer modelos de emissão zero de várias faixas de preço e em conjunto com diversas entidades para oferecer a infraestrutura de postos de recarga e atuar no trabalho de esclarecimento do público sobre as vantagens dos carros elétricos.

“Com este extraordinário passo à frente, a GM está deixando claro que tomar medidas para eliminar a poluição de todos os veículos leves novos até 2035 é um elemento essencial do plano de negócios de qualquer fabricante de automóveis”, afirmou Fred Krupp, presidente do Fundo de Defesa Ambiental americano, uma das entidades com as quais a GM estabeleceu parceria.

UM VEÍCULO ELÉTRICO PARA CADA CLIENTE



Outra medida anunciada pela GM é a oferta de 30 modelos totalmente elétricos em todo o mundo até meados desta década, assim como o compromisso de que 40% dos veículos à venda nos Estados Unidos até o final de 2025 sejam elétricos a bateria (BEV). A companhia está investindo US$ 27 bilhões em modelos elétricos e autônomos nos próximos cinco anos, incluindo o desenvolvimento da bateria Ultium e a atualização de fábricas para a produção de veículos elétricos usando componentes de origem global. A meta é bastante ousada: oferecer, nos próximos anos, um veículo elétrico para cada cliente, de crossovers e SUVs a sedãs e picapes.

O investimento em elétricos, contudo, não significa que a GM vá abandonar os motores a combustão. Pelo contrário, segundo o comunicado, a empresa seguirá trabalhando para aumentar a eficiência dos veículos com propulsores convencionais, de acordo com a economia e com os regulamentos de emissões de cada país. Assim, sistemas eletrônicos (como Start-Stop), aprimoramentos aerodinâmicos, downsizing de motores, transmissões mais eficientes, redução de peso e pneus com menor resistência ao rolamento continuarão sendo pesquisados.

A GM também precisa neutralizar as emissões de suas instalações, e para tanto quer fornecer 100% de energia de fontes renováveis para as suas fábricas nos Estados Unidos até 203 e em todo o mundo até 2035. Além disso, vai incentivar sua cadeia de fornecedores a também investirem na sustentabilidade, por meio de conselhos para compartilhar as melhores práticas e criar padrões para toda a indústria.



Tags: Sustentabilidade, General Motors, eletrificação, emissões, neutralidade, infraestrutura, Mary Barra, Fundo de DEfesa Ambiental, Fred Krupp.

Comentários

  • Denis

    GMplanejando corretamente. Veículos elétricos onde a infraestrutura e o poder aquisitivo permitem. Veículos à combustão mais eficientes onde ainda há que se desenvolver a infraestrutura e a população é, na média, de mais baixa renda.

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

Mobility Now