Automotive Business
  
News Mobility Now

Notícias

Ver todas as notícias
Vendas de ônibus registram nova queda acentuada em janeiro

Mercado | 02/02/2021 | 15h58

Vendas de ônibus registram nova queda acentuada em janeiro

Segmento segue impactado pelas medidas de contenção à pandemia; recuo foi de 38,6% em relação a janeiro de 2020

WILSON TOUME, PARA AB

De acordo com os números divulgados pela Fenabrave na terça-feira, 2, os emplacamentos de ônibus somaram 1.324 unidades em janeiro, número que significa um recuo acentuado de 38,6% na comparação com o mesmo mês de 2020, quando foram vendidos 2.158 veículos. Apesar de expressiva, essa nova queda nas vendas – o setor já vem registrando retração há vários meses – não surpreende, já que o segmento de ônibus continua sendo o mais afetado pelas medidas restritivas para tentar conter o aumento da transmissão da Covid-19 no País.





“O segmento de ônibus foi o mais atingido pelos efeitos da pandemia; as restrições de circulação e o cancelamento de viagens afetaram muito as empresas do setor, desmotivando a compra de novas unidades”, explicou Alarico Assumpção Júnior, presidente da Fenabrave.

Se o recuo nas vendas em relação a janeiro de 2020 foi grande, a comparação com dezembro registra queda um pouco menor, de 14,6%, já que foram emplacadas apenas 1.551 unidades no último mês do ano passado, um dos piores resultados do setor nos últimos tempos. No ranking histórico, que classifica todos os meses de janeiro desde 1957, janeiro de 2021 está na 12ª posição.



- Faça aqui o download dos dados de emplacamentos de veículos da Fenabrave
- Veja outras estatísticas em AB Inteligência





Tags: Indústria, Fenabrave, ônibus, balanço, vendas, queda, retração, recuo, alarico Assumpção Júnior.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

Mobility Now