Automotive Business
  
News Mobility Now

Notícias

Ver todas as notícias
Ano será emocionante, diz Mercedes-Benz sobre falta de componentes
Produção de caminhões da Mercedes-Benz em São Bernardo do Campo: falta de componentes ameaça recuperação

Indústria | 24/02/2021 | 20h45

Ano será emocionante, diz Mercedes-Benz sobre falta de componentes

Fabricante segue gerenciando gargalos de fornecimento de insumos e logística desorganizada

PEDRO KUTNEY, AB

A Mercedes-Benz também acusa o golpe da falta de insumos e componentes de diversos tipos, que já causou interrupções pontuais da produção e ameaça a recuperação das vendas este ano, que fica limitada pela falta de produtos a entregar. Segundo a fabricante de caminhões e ônibus, a equipe de compras está fazendo o possível para manter as linhas abastecidas, mas encontra problemas no fornecimento e na logística global, que segue desorganizada pela pandemia de coronavírus.





“Temos diversas disrupções em toda a cadeia global de suprimentos com a falta de diversos componentes e insumos. As linhas logísticas internacionais também estão com dificuldades de organização. Estamos resolvendo caso a caso. Vamos brigar para não perder nenhuma entrega de caminhão aos nossos clientes”, disse Karl Deppen, presidente da Mercedes-Benz do Brasil.

Roberto Leoncini, vice-presidente de vendas e marketing de caminhões e ônibus, reconhece que o problema ainda pode durar vários meses à frente: “Os atrasos na produção ainda estão longe de serem resolvidos. Continuamos com falta de diversos insumos, como aço, borracha, plásticos e componentes eletrônicos. Estamos dando o nosso jeito, mas o problema não é só nos fornecedores, é também na cadeia logística, com interrupções de linhas marítimas e pouca disponibilidade de transporte aéreo, que ficou muito caro e sem espaço nos porões porque os voos foram reduzidos. Devemos ter um ano emocionante pela frente até que a situação volte ao normal.”

Quando os pedidos da indústria automotiva foram cancelados com o intensificação da pandemia de coronavírus no mundo durante o primeiro semestre de 2020, boa parte dos fornecedores globais de chips semicondutores, essenciais para a produção de componentes, processadores e módulos eletrônicos cada vez mais presentes nos veículos atuais, deslocaram o fornecimento para outros setores industriais, como eletrodomésticos e smartphones. O resultado agora é a falta desses itens no setor automotivo que está paralisando fábricas ao redor do mundo todo. “Digo aos clientes que a cada TV vendida é um caminhão a menos produzido”, compara Leoncini.



Tags: Mercedes-Benz do Brasil, produção, gargalo, insumos, componentes, fornecedores, caminhões, mercado, pandemia, coronavírus Covid-19.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

Mobility Now