Automotive Business
  
News Mobility Now

Notícias

Ver todas as notícias
Banco Mercedes-Benz alcançou o maior valor em carteira da história em 2020

Crédito | 01/03/2021 | 18h55

Banco Mercedes-Benz alcançou o maior valor em carteira da história em 2020

Com um total de R$ 12,8 bilhões, instituição supera o total registrado em 2019 – que já havia sido recorde – em 2,2%

REDAÇÃO AB

O Banco Mercedes-Benz comunicou que atingiu em 2020 o maior valor em carteira de sua história, com R$ 12,8 bilhões em financiamentos ativos. Esse montante superou em 2,2% o registrado no ano anterior – que era o recorde até então, com R$ 12,5 bilhões. Outra marca importante registrada no ano passado foi o resultado de R$ 4,8 bilhões em novos contratos, equivalente ao contabilizado em 2014 (o segundo melhor ano da instituição no País), que só fica atrás do recorde de R$ 5,6 bilhões em 2019.





De acordo com o banco, boa parte desse desempenho se deve à estratégia de digitalização de serviços e operações iniciada há alguns anos. Pouco depois após o impacto da pandemia no País, em março de 2020, foram lançados dois canais digitais de atendimento voltados para renegociações de contrato, o que resultou em 24% de acordos efetuados com conveniência e agilidade.

“Em 2020, fixamos como nossa missão prioritária manter e estreitar nossa relação com os clientes”, declarou Diego Marin, diretor comercial do Banco Mercedes-Benz, que lembrou ainda da criação de linhas de crédito e de condições especiais de financiamento. “Em parceria com a fábrica, pudemos flexibilizar os prazos de pagamento em até seis meses e oferecer taxas especiais; isso permitiu que as pessoas se reorganizassem e dessem continuidade a seus negócios ou sonhos com mais tranquilidade”, acrescentou.

USADOS CONTRIBUÍRAM COM O BOM DESEMPENHO



Com um total de financiamentos na ordem de R$ 315 milhões, o segmento de vans foi o que apresentou maior evolução, com 6,1% de alta em relação ao registrado em 2019. Já os veículos de passeio somaram R$ 329 milhões, com evolução de 5,8% em um ano. Os caminhões seguem como o principal negócio da instituição, respondendo por R$ 2,6 bilhões dos recursos liberados, enquanto os ônibus registraram pouco mais de R$ 1,2 bilhão em novos negócios no ano passado.

O Banco Mercedes-Benz também obteve bons resultados junto ao mercado de usados, somando R$ 185 milhões contratados no ano passado, crescimento de 12,1% na comparação com 2019. Segundo a empresa, esse desempenho se deve à parceria com a SelecTrucks, revenda de caminhões usados da própria fabricante que ganhou mais destaque por conta da pandemia.

"Os resultados consistentes que conquistamos em um momento tão desafiador, tanto para a economia quanto para as pessoas, são reflexos de uma estratégia sólida de crescimento, em parceria com a fábrica e a rede de concessionários, aliada aos esforços de toda nossa equipe em desenvolver e oferecer as melhores soluções financeiras e de seguros para nossos clientes, prezando sempre pela excelência e inovação", afirmou Marin.



Tags: Crédito, Banco Mercedes-Benz, financiamentos, negócios, automóveis, vans, caminhões, Diego Marin.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

Mobility Now