Automotive Business
  
News Mobility Now

Notícias

Ver todas as notícias
Corolla Cross será o Toyota brasileiro mais exportado, vai para 22 países
O Toyota Corolla Cross tailandês: Brasil será polo de exportação do SUV na América Latina

Indústria | 02/03/2021 | 19h00

Corolla Cross será o Toyota brasileiro mais exportado, vai para 22 países

SUV que começa a ser produzido no Brasil será vendido em boa parte da América Latina e Caribe

PEDRO KUTNEY, AB

O Corolla Cross, SUV médio-compacto que começou este mês a ser produzido comercialmente em Sorocaba (SP), será o Toyota brasileiro mais exportado de todos os tempos, chegando a 22 países da América Latina e do Caribe. As vendas do modelo no Brasil serão iniciadas oficialmente em 25 de março e alguns embarques para mercados externos já foram feitos.





Masahiro Inoue, CEO da Toyota Latin America, afirmou que o projeto de produzir o Corolla Cross no Brasil desde o início levou em consideração a exportação do modelo para todos os mercados da região. Com isso, o País será o maior polo de produção do SUV no mundo, à frente da Tailândia e de Taiwan, os únicos dois países asiáticos onde ele também é fabricado no momento.

“O Corolla Cross não é produzido na América do Norte ou no Japão, a América Latina será o maior mercado e polo de produção do modelo em todo o mundo. Nossa intensão é desenvolver e fabricar no Brasil produtos para exportação”, disse Masahiro Inoue.



Com isso, o novo SUV vai superar em larga medida o desempenho internacional de sua versão sedã produzida em Indaiatuba (SP) desde o fim dos anos 1990, o Corolla, que atualmente é exportado do Brasil para apenas cinco países: Argentina, Uruguai, Paraguai, Colômbia e poucas unidades para o Peru.

Atravessar o oceano e exportar o Corolla Cross brasileiro a outros mercados fora da América Latina “é um sonho”, diz Inoue, que admite ser “difícil de alcançar no momento”. Segundo o executivo, os custos de produção mais elevados no Brasil tornam quase impossível a concorrência com as duas fábricas asiáticas onde o modelo é feito.

Mas Inoue destaca que a América Latina é estratégica para a Toyota no mundo, porque é uma das poucas regiões ainda com espaço para aumentar o índice de motorização da população e os meios de mobilidade: “Essa é uma combinação rara hoje no mundo, onde a maior parte dos mercados está saturada. Se olhar para o mundo, o Brasil é um dos poucos que tem potencial para crescer muito, por isso a produção de veículos não vai acabar nunca aqui, e se o País trabalhar sua competitividade pode se tornar um polo de exportação”, avalia.



Tags: Toyota, Corolla Cross, lançamento, SUV, exportação, América Latina, Caribe, indústria, Sorocaba.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

Mobility Now