Automotive Business
  
News Mobility Now

Notícias

Ver todas as notícias
Toyota confirma fim das vendas do Etios no Brasil, mas segue produzindo para exportar
Versão sedã do Toyota Etios: fim das vendas no Brasil

Estratégia | 02/03/2021 | 20h30

Toyota confirma fim das vendas do Etios no Brasil, mas segue produzindo para exportar

Hatch e sedã continuarão sendo vendidos em mercados sul-americanos

PEDRO KUTNEY, AB

Ao mesmo tempo em que começou a produzir comercialmente este mês o SUV médio-compacto Corolla Cross em sua fábrica de Sorocaba (SP), a Toyota confirmou na terça-feira, 2, que a partir de abril vai encerrar as vendas no Brasil do Etios, que inaugurou em 2012 a planta paulista da montadora, que desde então produziu no País cerca de 620 mil unidades das versões hatch e sedã do modelo. Mas o compacto ainda continuará sendo produzido exclusivamente para exportação a mercados sul-americanos, como Argentina, Peru, Paraguai e Uruguai.





Segundo a Toyota, a decisão de encerrar a carreira do Etios no mercado brasileiro foi tomada para abrir mais espaço à produção “de um novo modelo em Sorocaba” – no caso, o Corolla Cross, que deve começar a ser vendido a partir de 25 março. “Decidimos, estrategicamente, focar a produção para ganhar força de oferta neste novo modelo, mas sem abrir mão da importante missão que o Etios possui na América Latina”, justificou Rafael Chang, presidente da Toyota do Brasil.

A estratégia se baseia no declínio do segmento de carros populares no Brasil, que atingiu mais severamente os menos atraentes em design como é o caso do compacto da marca japonesa. Em 2020 o Etios foi o modelo nacional menos vendido da Toyota – vendeu menos até do que o SUV SW4 feito na Argentina que custa mais de R$ 200 mil –, com apenas 8.699 unidades do hatch emplacadas no ano inteiro, na 43ª posição entre os carros mais vendidos do País, e 5.308 do sedã, no 48º posto do ranking.

Além do desempenho fraco do Etios no mercado nacional, a Toyota oferece opção mais moderna e atraente aos brasileiros, o Yaris hatch e sedã, fabricado na mesma planta desde 2018. Com a introdução de mais um modelo, a Toyota espera aumentar em 30% a produção no Brasil este ano em comparação com 2020 e quer utilizar toda a capacidade instalada de 110 mil unidades/ano da fábrica de Sorocaba. Assim não faria sentido ocupar espaço com um modelo antigo, pouco vendido e pouco rentável.

“O Etios já era fabricado na Ásia três anos antes de começar a ser produzido no Brasil, em 2012. O modelo já tem 10 anos e está no fim de seu ciclo de vida. O Yaris é mais atualizado para o cliente brasileiro”, disse Masahiro Inoue, CEO da Toyota Latin America.

A Toyota projeta produzir 170 mil veículos no Brasil em 2021, 110 mil deles em Sorocaba (incluindo a família Yaris, Etios e o novo Corolla Cross) e mais 50 mil em Idaiatuba (SP), onde é fabricado o sedã Corolla. Deste total, a montadora espera exportar quase 30% a outros mercados latino-americanos – e o Etios ainda deverá colaborar com uma pequena parte dessa marca enquanto houver demanda. Desde 2013, a Toyota do Brasil vendeu mais de 180 mil unidades do compacto para países da região.



Tags: Toyota, Etios, estratégia, vendas, exportação, América Latina, indústria, Sorocaba.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

Mobility Now