Automotive Business
  
News Mobility Now

Notícias

Ver todas as notícias
Consumidor recorre a veículos usados e vendas crescem 4% no bimestre

Mercado | 04/03/2021 | 13h20

Consumidor recorre a veículos usados e vendas crescem 4% no bimestre

Automóveis e comerciais leves seminovos somaram 1,7 milhão de unidades no período

MÁRIO CURCIO, PARA AB

A venda de automóveis e comerciais leves usados em fevereiro somou 876,3 mil unidades, anotando discreta alta de 0,8% na comparação com janeiro. O confronto com fevereiro de 2020 aponta aumento de 15,1%. O bimestre teve 1,7 milhão de unidades negociadas, acréscimo de 4% sobre iguais meses do ano passado.

Os dados foram divulgados na quarta-feira, 3, pela Fenabrave, que reúne as associações de concessionários. Segundo a entidade, fevereiro é em regra mais fraco que janeiro na venda de usados e um dos motivos é o carnaval.

“Neste ano o cancelamento do feriado e a queda da produção de veículos levaram o consumidor a optar por um seminovo”, estima o presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção Júnior.



O crescimento dos leves foi puxado pelas transações de veículos comerciais de segunda mão, que somaram no bimestre 240 mil unidades, 11,7% a mais pelo confronto interanual. A demanda aquecida por transporte de mercadorias e comércio on-line explicam a alta bimestral mais acentuada que a dos automóveis. Segundo a entidade, a cada comercial leve zero-quilômetro negociado em fevereiro, 4,1 usados trocaram de dono.

SÃO PAULO PERDE PARTICIPAÇÃO COM ALTA DE ICMS



Ainda de acordo com a Fenabrave, as vendas de veículos usados no Estado de São Paulo representavam quase 40% das transações de automóveis e comerciais leves usados no País. Mas o aumento de 207% na alíquota do Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) aplicado a partir de 15 de janeiro de 2020 teria derrubado a participação estadual para 31,2% no segundo mês do ano.

Assumpção Júnior afirma que o governo de São Paulo está afugentando os negócios para outros estados e isso implicará perda de arrecadação. “Teremos cada vez mais informalidade e as consequências serão dramáticas, como o fechamento de empresas e a perda de empregos do setor.”

CAMINHÕES GARANTEM ALTA DOS VEÍCULOS PESADOS USADOS



As transações de veículos pesados (caminhões e ônibus) em todo o País somaram em fevereiro 34,1 mil unidades, resultando em alta de 16,5% sobre janeiro e de 24,3% na comparação com fevereiro do ano passado. O total no bimestre atingiu 63,4 mil veículos, com crescimento de 10,2% sobre iguais meses de 2020.

A análise isolada dos caminhões revela alta de 14,7% no bimestre, a maior entre os veículos. Para os caminhões zero-quilômetro esse crescimento ficou em 9,4%. A cada caminhão novo entregue em fevereiro foram vendidos outros quatro usados.

Os ônibus anotaram a única queda bimestral entre todos os segmentos, de 21,9%. O setor permanece como o mais afetado pela pandemia de Covid-19, o que também ocorre com os zero-quilômetro (leia aqui). Em fevereiro foram negociados dois ônibus usados para cada novo.

MOTOS USADAS SUPREM ESCASSEZ DE NOVAS



Em fevereiro foram negociadas em todo o País 262,8 mil motocicletas de segunda mão, 6,1% a mais que em janeiro. Pela comparação com fevereiro de 2020 houve crescimento de 21%. O total do bimestre teve 510,5 mil motos usadas vendidas, 9,2% a mais que no mesmo período de 2020.

A falta de alguns modelos de baixa cilindrada nas concessionárias por causa da queda da produção em Manaus (AM) acabou empurrando o consumidor para as seminovas. A proporção em fevereiro foi de 4,6 usadas para cada moto zero-quilômetro licenciada.



- Faça aqui o download dos dados da Fenabrave
- Veja outras estatísticas em AB Inteligência





Tags: Automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motos, motocicletas, Fenabrave, produção, Alarico Assumpção Júnior, ICMS, arrecadação, pandemia, Covid-19.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

Mobility Now