Automotive Business
  
News Mobility Now

Notícias

Ver todas as notícias
Exportações de veículos crescem 32% no pior fevereiro desde 2015

Indústria | 05/03/2021 | 15h21

Exportações de veículos crescem 32% no pior fevereiro desde 2015

Foram embarcadas 33,1 mil unidades, 8 mil a mais em relação a janeiro. No bimestre, houve equilíbrio com 2020

WILSON TOUME, PARA AB

Os fabricantes instalados no Brasil totalizaram 33,1 mil veículos exportados em fevereiro, o que representa crescimento de 32% na comparação com os 25 mil embarcados em janeiro, ainda que tenha sido o pior fevereiro desde 2015 para as exportações do setor, em queda de 12,2% na comparação com o mesmo mês de 2020. No primeiro bimestre, o resultado de 58,1 mil unidades embarcadas a outros mercados praticamente repetiu o registrado no ano passado, segundo números divulgados pela Anfavea na sexta-feira, 5.

Apesar do avanço entre janeiro e fevereiro, Luiz Carlos Moraes, presidente da associação que reúne os fabricantes, lembrou que esse resultado é o pior já registrado para o mês nos últimos seis anos porque boa parte dos principais clientes externos dos veículos brasileiros seguem bastante deprimidos. “Temos acompanhado alguns mercados, e com exceção da Argentina, que registrou um pequeno aumento de emplacamentos no país, os outros países, como Colômbia, Chile e México tiveram quedas de 13% a 22%”, explicou.

O crescimento no total exportado se refletiu nos valores, com o setor contabilizando US$ 608 milhões no segundo mês do ano, o que corresponde ao crescimento de 33%, quando comparado com o total registrado em janeiro, que foi de US$ 457,3 milhões. No acumulado do bimestre, a soma foi de US$ 1,06 bilhão, com aumento de 15,9% sobre os US$ 919 milhões obtidos no mesmo período do ano passado.

“Houve uma mudança no mix de produtos exportados e o tíquete médio foi maior este ano do que no ano passado”, explicou Moraes sobre o fato de haver aumento nos valores gerados pelas exportações, mesmo com a quantidade de veículos permanecendo quase a mesma. “Nós tivemos um número maior de veículos pesados exportados”, esclareceu.



- Faça aqui o download dos dados da Anfavea sobre o desempenho da indústria no primeiro bimestre de 2021
- Veja outras estatísticas em AB Inteligência





Tags: Indústria, Anfavea, balanço, exportações, Argentina, Colômbia, Chile, México, veículos pesados, Luiz Carlos Moraes.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

Mobility Now