Automotive Business
  
News Mobility Now

Notícias

Ver todas as notícias
Produção fica estável em fevereiro, mesmo com falta de insumos

Indústria | 05/03/2021 | 16h48

Produção fica estável em fevereiro, mesmo com falta de insumos

Houve queda discreta, de 1,3% em relação a janeiro; Anfavea considera resultado bom em função das circunstâncias

WILSON TOUME, PARA AB

De acordo com o balanço mensal da Anfavea (Associação Nacional das Fabricantes de Veículos Automotores) referente a fevereiro, a indústria automotiva produziu 197 mil unidades no segundo mês do ano, o que representa ligeira queda de 1,3% na comparação com o total registrado em janeiro. Na prática, o resultado pode ser considerado estável. Da mesma forma, a produção nos dois primeiros meses do ano totalizou 396,7 mil veículos, insignificante 0,2% a mais que os 395,9 mil fabricados no primeiro bimestre de 2020.

Luiz Carlos Moraes, presidente da Anfavea, apontou que esse é o volume mais baixo registrado no primeiro bimestre desde 2016, mas ainda assim a marca de quase 400 mil unidades pode ser considerada “boa” diante das dificuldades enfrentadas pela indústria. “Todo mundo tem acompanhado os problemas do setor, com paradas de produção, empresas com dificuldades na logística etc. Então, apesar de todos esses desafios, acho que podemos considerar um bom resultado, afinal estamos conseguindo produzir e atender o mercado”, afirmou.

O presidente da Anfavea alertou novamente para a falta de componentes e de insumos, que deve prejudicar a produção este ano, pois já existem fabricantes – como a GM – suspendendo as atividades durante um mês inteiro. Assim, a indicação é de que a queda na produção pode ser inevitável e a entidade já está acompanhando as paralisações das linhas de montagem e suas consequências, a fim de realizar um novo planejamento para o ano. Moraes disse ainda que a estimativa é de que a falta de semicondutores afete a indústria em nível global, provocando redução de 3% na produção mundial calculada inicialmente entre 76 e 78 milhões de veículos. No Brasil, esse índice não deve ser o mesmo, e os técnicos da associação ainda o estão calculando.

ESTOQUES SEGUEM ‘JUSTOS’; SETOR EMPREGOU MAIS



Com relação aos estoques, fevereiro praticamente manteve o novo padrão, com 97,8 mil veículos estocados, sendo 80,7 mil nas concessionárias e 17,1 mil nos pátios das fábricas, contra 87 mil e 13,8 mil registrados em janeiro nas revendas e nas montadoras, respectivamente. Em dias de vendas, o número foi exatamente o mesmo: 18, com os estabelecimentos tendo o equivalente a 15 dias de vendas e as fábricas apenas três (em janeiro, os números foram 16 dias nas lojas e dois nas montadoras). “Estamos mantendo o ritmo que temos observado desde o segundo semestre de 2020, com estoques mais justos e compatíveis com o atual momento do mercado”, afirmou Moraes.

Houve um discreto aumento de 1,2% no nível de emprego da indústria em relação a janeiro, com 104,7 mil empregados registrados em fevereiro, contra 103,4 mil no mês anterior. Foram 1.274 novos colaboradores contratados, com destaque para o setor de pesados, responsável pela maioria dessas contratações. Vale lembrar ainda que boa parte delas são temporárias. Na comparação com o mesmo mês do ano passado, em compensação, houve retração de 2,4% no número de empregos no setor.



- Faça aqui o download dos dados da Anfavea sobre o desempenho da indústria no primeiro bimestre de 2021
- Veja outras estatísticas em AB Inteligência





Tags: Indústria, Anfavea, balanço, produção, insumos, componentes, logística, semicondutores, Luiz Carlos Moraes.

Comentários

  • Adsonde Oliveira

    Achoque este volume de produção no primeiro bimestre, praticamente igual ao do mesmo período de 2020, deveria ser comemorado, pois no primeiro bimestre de 2020 não tínhamos ainda a pandemia. Hoje, mesmo com a escassez de insumos, com as montadoras trabalhando com protocolo de segurança e saúde, conseguiram manter o volume.

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

Mobility Now