Automotive Business
  
News Mobility Now

Notícias

Ver todas as notícias
Falta de eletrônicos obriga Ford e GM a parar fábricas nos EUA
Produção da picape Ford F-150 é uma das mais afetadas

Internacional | 09/04/2021 | 19h55

Falta de eletrônicos obriga Ford e GM a parar fábricas nos EUA

Escassez de semicondutores interrompe produção de mais unidades americanas; marcas já calculam o prejuízo

REDAÇÃO AB

A falta de semicondutores não está dando trégua às montadoras nos Estados Unidos. General Motors e Ford já estão preparando uma nova rodada de paralisações da sua produção de veículos no país.

A GM anunciou que deve reativar as linhas de montagem de suas picapes a partir de segunda-feira, dia 12, porém será obrigada a interromper a produção em três novas fábricas e estender o prazo de paralisação em outras por prazos entre uma e duas semanas.

A Ford disse que a produção em quatro fábricas será afetada pela escassez de semicondutores e que teve de parar a linha de montagem da F-150 em Dearborn por duas semanas pela mesma razão. As montadoras americanas têm tentado poupar as fábricas que produzem picapes e SUVs por serem mais lucrativas, mas muitas vezes isso não é possível.

Os fabricantes de veículos do mundo têm sofrido com a escassez global de semicondutores desde o início deste ano, e na América do Norte não tem sido diferente. Além de GM e Ford, outras montadoras já haviam interrompido sua produção na América do Norte, como Honda e Toyota em março (leia aqui). Esses componentes têm sido cada vez mais presentes nos veículos modernos, sendo presentes em motores, direção assistida, freios, centrais eletrônicas e até bancos.

A GM disse que o custo dos fechamentos já foi levado em consideração na previsão de lucros da empresa para o ano: ela calcula que o problema deva reduzir seu lucro operacional de US$ 1,5 bilhão a US$ 2 bilhões neste ano. Já a Ford havia divulgado anteriormente que esperava uma perda de receita entre US$ 1 bilhão e US$ 2,5 bilhões em 2021.

A consultoria internacional AlixPartners estima que a escassez de semicondutores vai reduzir em US$ 60,6 bilhões a receita deste ano da indústria automotiva mundial.



Tags: Ford, GM, F-150, fábrica, paralisação, produção, indústria automotiva, pandemia, componentes, semicindutores.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

Mobility Now