Automotive Business
  
News Mobility Now

Notícias

Ver todas as notícias
e-Consórcio viabiliza a produção de caminhões e ônibus elétricos no País
Parceiros do e-Consórcio trabalham no projeto do e-Delivery: primeiro caminhão elétrico brasileiro

VWCO 40 ANOS | 15/04/2021 | 15h44

e-Consórcio viabiliza a produção de caminhões e ônibus elétricos no País

Fabricante tem oito empresas parceiras que participam do projeto, produção, infraestrutura de recarga e manutenção

PEDRO KUTNEY, AB

Sem tempo para ler? Que tal OUVIR esse texto? Clique no play!





A Volkswagen Caminhões e Ônibus (VWCO) encontrou um meio de viabilizar sua produção de veículos elétricos com a mesma fórmula que há 25 anos tornou possível sua própria existência, quando inaugurou a fábrica de Resende (RJ) e seu Consórcio Modular, que envolveu sete fornecedores na operação para compartilhar investimentos, tecnologias e processos produtivos. Desta vez, para lançar o primeiro caminhão elétrico VW do mundo – e outros modelos eletrificados que virão a seguir – a empresa montou o e-Consórcio, com oito empresas que participam não só da produção dos veículos, mas também do projeto, engenharia, fornecimento de infraestrutura de recarga e manutenção.



Este texto faz parte da série especial de reportagens sobre os 40 anos da Volkswagen Caminhões e Ônibus (VWCO)
- LEIA TAMBÉM:

| Volkswagen Caminhões e Ônibus chega aos 40 anos com ousadia – e sem arrogância
| Engenharia brasileira escreve história dos caminhões e ônibus Volkswagen
| Caminhões e ônibus Volkswagen já rodam em mais de 30 países – e fabricante quer mais
| Investimentos da VWCO passam de R$ 5,5 bi em 25 anos; chegarão a R$ 7,5 bi em 30
| Fábrica de Resende e Consórcio Modular completam 25 anos de uma ideia revolucionária
| AB Cast: Roberto Cortes fala sobre os 40 anos da Volkswagen Caminhões e Ônibus
| e-Delivery é primeiro passo brasileiro rumo à eletrificação



Roberto Cortes, presidente da VWCO e membro da diretoria do Traton Group, avalia que o e-Consórcio irá repetir o sucesso do Consórcio Modular, levando o modelo a um próximo nível mais elevado, para fora dos portões da fábrica, pois além de produzir e entregar veículos comerciais elétricos, também fornece a infraestrutura que o cliente precisa para eletrificar sua frota e fazer a manutenção.

“Tive a satisfação de reviver o que fiz há 25 anos, quando participei da estruturação do Consórcio Modular de Resende. No o e-Consórcio somamos forças com empresas que são referência no desenvolvimento da eletromobilidade, com quem dividimos custos e resultados. Vamos produzir, vender e recarregar veículos elétricos. Mais do que o produto, vamos fornecer o que o cliente precisa para eletrificar o transporte. Com os parceiros fazemos isso acontecer mais rápido”, afirma Roberto Cortes.



PARCERIAS ESTRUTURADAS




Roberto Cortes ao lado dos representantes do e-Consórcio na Fenatran 2019: oito empresas vão trabalhar juntas no projeto de eletromobilidade da VWCO (Foto: Mário Curcio)

O e-Consórcio e seus oito parceiros foram oficialmente formalizados em outubro de 2019, na Fenatran daquele ano, mas na prática a maioria dos participantes já estava envolvida no projeto do primeiro caminhão elétrico VW do mundo, o e-Delivery de 11 toneladas, cujo protótipo número um foi apresentado em outubro de 2017 já com vários componentes fornecidos por empresas que agora estão juntas no consórcio; como a Weg, que projetou o motor elétrico; a chinesa CATL que forneceu as baterias; e a Eletra, fabricante brasileira de ônibus elétricos e trólebus que ajudou no desenvolvimento do chassi e montagem de protótipos.

Todas seguiram trabalhando juntas nas fases seguintes de desenvolvimento do projeto, que até o fim do segundo trimestre de 2021 culmina com o início da produção em escala comercial do e-Delivery na planta de Resende. As primeiras 100 unidades do modelo de 14 toneladas já estão compradas pela Ambev, que nos últimos três anos rodou cerca de 30 mil quilômetros em testes com o modelo para entrega de bebidas na cidade de São Paulo – e colocou uma intenção de compra de 1,6 mil caminhões elétricos Volkswagen para substituir um terço de sua frota até 2023.


O e-Delivery em testes com a Ambev na entrega de bebidas em São Paulo: 1,6 mil unidades encomendadas

Chefe de operações (COO) do Traton Group (integrado por MAN, Scania e VWCO) e CEO global da Scania (a partir de maio de 2021), Christian Levin confirma que o modelo formulado pela sócia brasileira do grupo para viabilizar a produção de veículos comerciais elétricos poderia ser copiado por outras unidades da companhia. “O e-Consórcio é um bom exemplo do ecossistema de colaboração e muitas partes dessa ideia podem ser exportadas. A nova geração do consórcio modular com parceiros estratégicos é interessante porque também fornece infraestrutura de recarga ao cliente e isso pode ser muito vantajoso. Baterias são ainda muito caras, custam quase o mesmo que o veículo todo, dividir esse custo de desenvolvimento e fornecimento é uma boa ideia”, aponta Levin.

Patrocínio


MODELO DE NEGÓCIO COMPARTILHADO



“As empresas do e-Consórcio contribuíram trazendo o que cada uma tem de melhor no ecossistema da eletromobilidade. Esse modelo foi mandatório para aprovar e viabilizar o investimento no projeto”, afirma Walter Pellizzari Jr., gerente executivo de estratégia corporativa. Ele explica que a escolha de parceiros com grande especialidade em eletrificação veicular, entre corporações nacionais e multinacionais, garante ao projeto elétrico da VWCO um grau crescente de atualização tecnológica e de localização no Brasil de componentes e processos.


Área de montagem de elétricos da VWCO na fábrica Resende: parceiros especializados

“No e-Consórcio garantimos os melhores fornecedores de eletrificação e já olhamos para o futuro, pois com eles vamos incorporar rapidamente as mais recentes tecnologias e evoluções da eletromobilidade”, avalia Walter Pellizzari Jr.



Em Resende, foi construída uma área anexa específica para integração do powertrain elétrico do e-Delivery, que fica no meio do caminho entre o início e o fim da montagem do veículo. O caminhão entra na linha regular do Consórcio Modular de produção, onde é montado seu chassi, eixos e rodas, então é “desviado” para a área de eletrificação e de lá volta para receber a cabine e passar pelas inspeções finais. Dessa forma, os elétricos da VWCO também passam pelas áreas de algumas parceiras do consórcio tradicional, que agregam aos veículos conjuntos comuns tanto para modelos elétricos como aqueles equipados com motorização diesel.


Montagem do powertrain elétrico em Resende: e-Delivery próximo da produção comercial

AS FUNÇÕES DE CADA EMPRESA DO E-CONSÓRCIO VWCO

BOSCH – Fornece e adapta os sistemas de gerenciamento eletrônico específicos para o caminhão elétrico, que em princípio são importados da Alemanha.

CATL – Fornece as células para baterias de lítio de alta tensão importadas da China.

MOURA – A empresa brasileira monta os conjuntos de baterias. Em um primeiro momento será responsável pela importação das células da CATL, armazenamento, preparação e instalação das baterias no e-Delivery. Também fará a assistência pós-venda. Está nos planos futuros da Moura o investimento em uma planta para produção de baterias de alta tensão, quando a demanda justificar.

MERITOR – A empresa já faz parte do Consórcio Modular de Resende desde sua inauguração, em 1996. Para o e-Delivery adaptou seus eixos trativos produzidos no Brasil para funcionar com o motor elétrico da Weg. A Meritor já tem em seu portfólio eixos elétricos integrados com o motor, que no futuro poderão ser fornecidos também à VWCO.

WEG – Outra empresa brasileira do e-Consórcio, que produz e fornece o motor elétrico especialmente projetado para o e-Delivery.

ELETRA – A fabricante brasileira de ônibus elétricos e trólebus participou do projeto de montagem do chassi do e-Delivery – também produziu os primeiros protótipos do caminhão elétrico.

SEMCOM – A empresa de engenharia trabalha no projeto elétrico e suas atualizações constantes, com participação no desenvolvimento da tração elétrica e componentes eletrificados, como bombas e compressor de ar-condicionado.


Tomada de recarregamento do e-Delivery: Siemens vai fornecer projeto de infraestrutura e recarregadores

SIEMENS – A multinacional alemã tem acordo com a VWCO para fornecer projetos de infraestrutura de recarga e recarregadores para os veículos elétricos da fabricante, que inicialmente serão importados da Alemanha e de Portugal, mas poderão ser produzidos no Brasil no horizonte de dois a cinco anos. A empresa vai atuar em todos os locais onde é preciso carregar as baterias, dentro da fábrica de Resende, na rede de concessionárias e na garagem dos clientes frotistas, adequando equipamentos e instalações elétricas apropriadas.



Tags: Volkswagen Caminhões e Ônibus, VWCO, 40 anos, eletrificação, e-Consórcio, elétricos, e-Delivery, história, indústria, fábrica, investimentos, produtos, Grupo VW, Traton.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

Mobility Now

ABTV

Mobility Now