Automotive Business
  
News Mobility Now

Notícias

Ver todas as notícias
Daimler e Volvo anunciam joint venture para células de combustível

Parcerias | 30/04/2021 | 20h00

Daimler e Volvo anunciam joint venture para células de combustível

Chamada cellcentric, nova empresa vai desenvolver tecnologia de caminhões a hidrogênio para transporte de carga em toda a Europa

REDAÇÃO AB

Após criarem uma joint venture para o desenvolvimento de sistemas de células de combustível, denominada cellcentric (com minúscula, mesmo) no início de março, os grupos Daimler e Volvo anunciaram os objetivos da nova empresa, que pretende se tornar líder global na produção e desenvolvimento de células de combustível.

A ideia é que a cellcentric contribua na tarefa de cumprir as metas traçadas até 2050, de tornar as operações de transporte de carga sustentáveis e fazer com que a Europa alcance a neutralidade em carbono, como parte do Acordo Verde Europeu. Para isso, a nova empresa vai desenvolver, produzir e comercializar sistemas de célula de combustível para caminhões que rodam longas distâncias e outras aplicações.

Segundo os executivos da Daimler Truck e do grupo Volvo, as operações de transporte no futuro próximo serão realizadas por caminhões totalmente elétricos e com células de combustível baseados em hidrogênio, com as baterias alimentando os veículos em trajetos mais curtos e com cargas mais leves, enquanto as células alimentadas por hidrogênio vão se encarregar de mover caminhões com cargas mais pesadas e por maiores distâncias.

TRANSPORTE LIVRE DE CARBONO



Martin Daum, presidente do conselho administrativo da Daimler Truck AG declarou: “Os caminhões elétricos movidos a células de combustível a hidrogênio serão a chave para permitir o transporte neutro de CO2 no futuro; em combinação com os modelos puramente elétricos, vão nos permitir fornecer aos nossos clientes as melhores opções de veículos verdadeiramente neutros em CO2, dependendo da aplicação”, afirmou.

Já Martin Lundstedt, CEO do grupo Volvo, disse: “Nossa ambição conjunta é cumprir as metas do Acordo de Paris, de nos tornarmos neutros em CO2 até 2050, no máximo, e estamos convencidos de que a tecnologia de célula de combustível tem papel fundamental para nos ajudar a alcançar esse marco”.

O executivo do grupo sueco, porém, lembrou que serão necessárias outras medidas para permitir que a meta seja alcançada. ”É preciso haver maior cooperação entre as partes interessadas para desenvolver a tecnologia e a infraestrutura necessárias, e é por isso que pedimos uma ação conjunta de legisladores e de governos para nos ajudar a tornar a tecnologia das células de combustível um sucesso”, afirmou.

Lundstedt se refere ao pedido das principais fabricantes de caminhões na Europa, que desejam a instalação de 300 postos de abastecimento de hidrogênio adequados para veículos pesados até 2025 e de aproximadamente 1 mil postos do tipo em toda a Europa até 2030, no máximo. Além disso, as fabricantes solicitam que os governos adotem planos de incentivos para tecnologias neutras de CO2, a fim de garantir a demanda e o acesso a elas.

UNIDOS PELA TECNOLOGIA, MAS CONCORRENTES NO MERCADO



Por enquanto, a cellcentric segue organizando os planos para a produção das células em série e em grande escala, e mais detalhes, assim como a escolha sobre a localização da fábrica serão anunciados no decorrer do próximo ano, segundo a empresa.

A meta da Daimler Truck e do grupo Volvo é iniciar os testes com os clientes dos futuros caminhões “limpos” em aproximadamente três anos, com a produção em série dos veículos movidos a célula de combustível funcionando a pleno vapor ainda na metade desta década.

Vale lembrar que, mesmo com a cellcentric, as demais atividades relacionadas com a produção de caminhões e outros veículos, assim como o desenvolvimento de outras soluções que envolvam células de combustível continuam sendo feitas de maneira independente por cada fabricante, já que as empresas seguem sendo concorrentes na oferta de produtos e de serviços.



Tags: Parcerias, joint venture, Daimler Truck, grupo Volvo, caminhões, Europa, células de combustível, elétricos, transporte, CO2, Martin Daum, Martin Lundstedt.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

Mobility Now