Automotive Business
  
News Mobility Now

Notícias

Ver todas as notícias
Para Anfavea, recuo de 4,7% na produção em abril não assusta

Mercado | 07/05/2021 | 18h02

Para Anfavea, recuo de 4,7% na produção em abril não assusta

Fábricas fechadas e número menor de dias úteis influenciaram no resultado; no acumulado houve alta de 34%

WILSON TOUME, PARA AB

A Anfavea – associação das montadoras instaladas no País – divulgou na sexta-feira, 7, o seu balanço mensal, o qual mostra que houve recuo de 4,7% na produção de veículos em abril em relação a março. A indústria produziu 190,9 mil unidades no quarto mês do ano, frente aos 200,3 mil registrado no mês anterior.

O presidente da Anfavea, Luiz Carlos Moraes, lembrou que muitas fábricas estavam com operações interrompidas no início do mês por conta do aumento de casos de infecção por Covid-19 em diversas cidades. Além disso, o mês de abril teve três dias úteis a menos do que março. “Considerando todas as dificuldades que a gente vem enfrentando (incluindo a falta de insumos), a gente acha que esse resultado foi razoável”, afirmou.

No quadrimestre, o setor contabilizou crescimento de 34,2% quando comparado ao resultado do mesmo período do ano passado. Foram produzidos 788,7 mil automóveis entre janeiro e abril deste ano, contra 587,7 mil fabricados em 2020. Mas deve-se fazer a ressalva de que o número de abril do ano passado prejudicou todo o resultado dos primeiros quatro meses do ano passado. Desta vez, aliás, a entidade não mostrou a comparação com abril de 2020, pois o setor ficou praticamente parado há um ano por conta da pandemia, tendo produzido somente 1,8 mil exemplares, o que torna inútil qualquer análise.

MÉDIA MENSAL, ESTOQUES E EMPREGO



Luiz Carlos Moraes apresentou também os números do desempenho mensal da indústria automotiva neste ano, comparado ao dos dois anos anteriores. Em 2021, o setor vem alcançando a média de 197 mil veículos produzidos por mês, enquanto em 2019 esse número foi de 241 mil e de 147 mil no ano passado. “A gente está num patamar bom – embora ainda abaixo daquilo que a gente gostaria – em função de tudo o que enfrentamos por conta da pandemia”, declarou.

Já os estoques seguiram estáveis em abril, com 97,1 mil unidades – sendo 72,8 mil nos pátios das concessionárias e 24,3 mil nas fábricas. Em março o número era de 101,1 mil veículos (83,3 mil nas revendas e 17,8 mil nas montadoras). Da mesma forma, a quantidade de carros disponível para entrega nas lojas e nas plantas fabris em março e em abril correspondiam ao mesmo número de dias (17), considerando o ritmo de vendas de cada mês.

Com relação aos empregos, o número de postos de trabalho ocupados no setor permaneceu exatamente o mesmo que em março: 104,7 mil. De acordo com o presidente da Anfavea, coincidentemente, houve o mesmo número de demissões e de contratações, mantendo a estabilidade. Luiz Carlos Moraes observou ainda que o setor hoje tem mais trabalhadores contratados do que em dezembro de 2020. “Estamos com 3.464 funcionários adicionais na comparação com o que a gente tinha no fim do ano passado”, afirmou.



- Faça aqui o download dos dados de desempenho da indústria no primeiro quadrimestre de 2021 divulgados pela Anfavea
- Faça aqui o download do estudo da Anfavea sobre a participação no mundo da indústria de veículos no Brasil
- Veja outras estatísticas em AB Inteligência





Tags: Mercado, Anfavea, balanço, produção, pandemia, quadrimestre, fábricas, estoques, empregos, Luiz Carlos Moraes.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

Mobility Now