Automotive Business
  
News Mobility Now

Notícias

Ver todas as notícias
New Holland renova T8 e T9 de olho na demanda por tratores conectados de alta potência
Novos New Holland T8 e T9: mais potência e vendas em alta

Máquinas Agrícolas | 20/05/2021 | 17h50

New Holland renova T8 e T9 de olho na demanda por tratores conectados de alta potência

Fabricante já vendeu toda a produção do ano e começa a receber encomendas para 2022

PEDRO KUTNEY, AB

Em desenvolvimento iniciado há cerca de seis anos, a New Holland está relançando seus tratores T8 e T9 para acompanhar duas das principais tendências do mercado de máquinas agrícolas: aumento da demanda por modelos de maior potência e conectividade, dois elementos que aumentam a produtividade no campo. Não foi necessário muito esforço para convencer os clientes das vantagens das tecnologias incorporadas pelos dois novos produtos. Segundo Rafael Miotto, vice-presidente da New Holland Agriculture América do Sul, mesmo com preços cerca de 10% mais caros e que começam em R$ 1 milhão, toda a produção de ambos na fábrica do grupo CNH Industrial em Curitiba (PR) já está vendida até o fim do ano, agora serão abertas as encomendas para 2022.

A empresa, contudo, esconde os volumes negociados, creditando a falta de transparência em respeito ao compliance da companhia, seja lá o que isso for. No máximo, Miotto diz que a expectativa é de crescimento das vendas de 10% a 15% em 2021 sobre 2020, e que para além dos T8 e T9 quase toda a linha de produtos está com encomendas preenchidas para o resto do ano – não por falta de capacidade de produção, mas pela limitação causada por falta de insumos e componentes.

Publicidade


“O agronegócio brasileiro continua forte e se beneficia de bons preços internacionais. Essa situação tem potencial de se estender por mais tempo e devemos ter mais um ano muito bom no setor. Nesse cenário há aumento da demanda por tratores de maior potência e com tecnologias da agricultura digital, que aumentam a produtividade”, avalia Rafael Miotto.



Segundo aponta o executivo, a demanda por tratores agrícolas de rodas na faixa de potência acima de 240 cv ainda é a menor do mercado brasileiro, mas este é o segmento que mais cresceu nos últimos 10 anos, aumentou cerca de 10 vezes, saltando de apenas 0,7% das vendas em 2010 para 7,8% em 2020. (No Brasil a maior fatia segue sendo ocupara por máquinas entre 75 e 140 cavalos, que representam quase 65% do total.)

EM BUSCA DE MAIS PRODUTIVIDADE E CONECTIVIDADE




Novo New Holland T8: mais potência para maior produtividade com implementos maiores

Miotto explica que o crescimento do segmento de alta potência está diretamente relacionado à busca por maior produtividade estimulada pelo encurtamento dos ciclos de colheitas, com o aumento de safras para até três em um único ano, o que exige máquinas mais potentes, que puxam implementos mais pesados, para produzir mais em menos tempo em uma mesma área. “Quando planejamos o desenvolvimento de novos produtos, há cerca de seis anos, já levamos em consideração essa tendência.”

“Na decisão de compra, muitas vezes um cliente troca dois tratores por um T8 ou três por um T9. São tratores de alta demanda de trabalho, que operam por muitas horas sem parar, por isso precisam ser robustos e confiáveis para estar disponíveis pelo maior tempo possível”, afirma Miotto.

Outra tendência que orientou o desenvolvimento dos novos T8 e T9 é a evolução da chamada “agricultura digital” no Brasil, com o consequente aumento da demanda por máquinas conectadas e monitoradas em tempo real, que trabalham com maior eficiência operacional. Miotto cita um levantamento da McKinsey de 2020, apontando que 50% dos agricultores brasileiros utilizam alguma tecnologia digital e canais on-line para gerenciar a fazenda, vender, comprar ou se comunicar. Muitos preferem negociar pelo WhatsApp, por exemplo.

Para atender a essa demanda digital, a New Holland desenvolveu uma nova arquitetura eletrônica para renovar os T8 e T9, com a incorporação por ambos do aprimorado sistema PLM (Precison Land Management) Intelligence, que pode ser traduzido ao português como Inteligência de Gestão de Agricultura de Precisão, que integra um conjunto inédito de soluções da marca no Brasil e conectam os dois tratores aos portais MyNewHolland, de suporte e treinamento, e o MyPLMConnect, de telemetria.

“Com tecnologia 100% conectada, o produtor rural vai economizar em sementes, defensivos químicos, combustível e, ao mesmo tempo, aprimorar a gestão da frota de máquinas, otimizando o tempo das operações e da mão de obra, tendo sempre em mãos informações importantes que vão ajudá-lo a fazer a tomada de decisão em tempo real e gerir da melhor forma possível a propriedade”, destaca Miotto. O PLM Intelligence traz três principais e novos componentes: a antena PLM Cygnus, o modem 4G de processamento de dados e conectividade P&CM e monitor IntelliView com tela tátil de 12 polegadas, a principal interface entre o operador e as funções da máquina com sistema operacional Android que é tão intuitivo quanto um tablet conectado à intenet.


Cabine com visão 360 graus do New Holland T8: incorporação de tecnologia de agricultura digital de precisão

Mais conectados, T8 e T9 também ganharam novas cabines com ampla área envidraçada e visão de 360 graus e luzes de trabalho LED mais potentes para iluminar todo o entorno em operações noturnas. O interior ganhou visual mais tecnológico com a adoção do quadro de instrumentos digital Infoview, a tela de 12 polegadas do IntelliView e o console lateral com vários comandos, incluindo a alavanca multifuncional onde o operador aciona 90% dos controles da máquina sem precisar tirar a mão de lá.

NOVAS VERSÕES E OPORTUNIDADES PARA O T8



Além da nova cabine e incorporação de novas tecnologias, a família T8, já há uma década no mercado brasileiro, também incorpora evoluções mecânicas e mais faixas de potência. “Vemos no modelo grande potencial para aumentar suas vendas para agricultores de médio porte, que numa estimativa imprecisa representam entre 7% e 8% da demanda e esse porcentual pode aumentar para 10%”, prevê Miotto.

A linha T8 cresceu de quatro para seis versões, com a chegada à gama de dois modelos equipados com opções mais potentes do motor FPT (divisão de powertrain do Grupo CNH Industrial) Cursor 9 de seis cilindros e nível de emissões Tier 3, de 380 e 396 cavalos. As outras opções do mesmo Cursor 9 são de 250, 280, 311 e 340 cv.

Os novos modelos mais potentes do T8 são equipados com a nova transmissão reforçada Full PowerShift Ultra Command 21x5, que segundo o fabricante garante maior robustez e durabilidade. O conjunto conta também com o modo Autoshift (GSM), que controla a velocidade do trator e escolhe a melhor rotação do motor com a marcha adequada para a carga do implemento.

O T8 também ganhou novo eixo dianteiro classe V, que tem menor raio de giro, com ângulo de articulação máximo de 55 graus, que favorece a versatilidade e produtividade. Já o T9, lançado pela primeira vez no Brasil eem 2015, segue com as quatro versões equipadas com motor FPT Cursor 13 de 426, 507, 542 e 629 cavalos.


Novo New Holland T9 ganhou nova cabine e segue no topo de potência do mercado com quatro opções de 426 a 629 cavalos



Tags: New Holland, T8, T9, lançamento, trator, máquinas agrícolas, agricultura, agronegócio, mercado, desempenho, CNH Industrial.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

Mobility Now