Automotive Business
  
News Mobility Now

Notícias

Ver todas as notícias
Librelato conquista dois novos mercados na África
Semirreboque da Librelato exportado para o continente africano

Negócios | 23/06/2021 | 18h10

Librelato conquista dois novos mercados na África

Com negociações inéditas com clientes no Quênia e em Uganda, fabricante abre novas possibilidades naquele continente

REDAÇÃO AB

A Librelato conseguiu fechar dois importantes negócios de exportação para mercados africanos: Quênia e Uganda. A fabricante vai enviar semirreboques para clientes dos dois países da África Oriental em forma de CKD, para serem montados e destinados a diversas aplicações.

De acordo com a empresa, as negociações vão gerar mais de US$ 2 milhões em volumes neste ano e a previsão é mais do que dobrar esse valor em 2022. Essa foi a primeira transação comercial realizada por fabricantes de implementos nacionais nos dois países africanos.

“Entendemos as particularidades e necessidades dos frotistas da região e demonstramos que podemos atendê-los plenamente com produtos robustos, com alta tecnologia e total disponibilidade de serviços de pós-venda”, declarou José Carlos Sprícigo, CEO da Librelato.

Publicidade



Segundo o executivo, os semirreboques que vão ser exportados para o Quênia e para Uganda passaram por diversos ajustes técnicos e operacionais que os tornaram aptos a atender as condições mais severas de aplicações nos dois mercados. “Além disso, em nossas negociações, asseguramos amplo treinamento da equipe técnica e total suporte para reposição de peças”, frisou.



Tags: Negócios, Librelato, exportações, semirreboques, África, Quênia, Uganda, José Carlos Sprícigo.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

Mobility Now