Automotive Business
  
News Mobility Now

Notícias

Ver todas as notícias

Mercado e Negócios | 24/08/2010 | 00h00

Governo dos EUA pode manter fatia na GM em 2011

Empresa volta ao lucro e promoverá IPO no final do ano.

Álvaro Campos, Agência Estado

NOTÍCIAS AUTOMOTIVAS EM QUALQUER LUGAR
Email RSS Twitter WebTV Revista Mobile Rede Social

Álvaro Campos, Agência Estado

O vice-presidente dos EUA, Joe Biden, reiterou que o governo pode manter uma participação controladora na General Motors após o fim do ano, enquanto a montadora se prepara para retornar ao mercado de ações. "Eu não sei se vamos conseguir sair totalmente da GM até o fim deste ano", Biden afirmou durante uma visita à unidade de montagem da Chrysler em Toledo (Ohio), que produz o jeep Wrangler. "Eu acho que esse IPO (oferta pública inicial de ações) vai ser bem sucedido", comentou.

O vice-presidente acrescentou que a indústria automobilística tem sido "muito bem-sucedida" na administração do presidente Barack Obama.

O Tesouro dos EUA poderia vender parte de sua fatia de 61% na GM quando a empresa realizar o IPO no fim do ano, mas ainda não é certo quanto o departamento deve vender. Autoridades do governo têm dito que detalhes sobre a data da oferta e o número de ações a serem vendidas serão determinados basicamente pelas condições do mercado.

Na semana passada, a GM registrou os documentos necessários para realizar o IPO e voltar a ser uma empresa de capital aberto na Securities and Exchange Commission (SEC, a CVM norte-americana). A empresa teve um lucro de US$ 1,3 bilhão no segundo trimestre deste ano.

A GM, juntamente com a Chrysler, recebeu milhões em empréstimos do governo para manter suas operações no ano passado. O governo Obama também ajudou a guiar as duas montadoras por processos de concordata em 2009. Os ativos da Chrysler foram unidos aos da Fiat, enquanto a GM ressurgiu como uma empresa independente.

A Chrysler não tem planos de realizar um IPO no momento. A montadora registrou um prejuízo de US$ 172 milhões no segundo trimestre deste ano, e um lucro operacional de US$ 183 milhões. As informações são da Dow Jones.



Tags: General Motors, Estados Unidos, IPO, governo, Chrysler, montadoras, Fiat, ativos, ações.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

Mobility Now