Automotive Business
  
News Mobility Now

Notícias

Ver todas as notícias

Financeiras | 06/04/2011 | 08h54

BNDES reduz empréstimos e estimula mercado de títulos

Banco deixará de financiar até R$ 30 bilhões em 2011.

Vinicius Konchinski, Agência Brasil

Vinicius Konchinski, Agência Brasil

O presidente do BNDES, Luciano Coutinho, disse nesta terça-feira, 5, que a instituição deve reduzir o volume de empréstimos concedidos em 2011. Com essa redução o banco visa a colaborar para o desenvolvimento de formas privadas de financiamento de investimento de longo prazo no país.

Segundo Coutinho, o BNDES espera deixar de emprestar até R$ 30 bilhões em 2011, confiando que bancos e o mercado de capitais suprirão essa redução. No ano passado, o banco concedeu R$ 170 bilhões em empréstimos. Em 2011, segundo Coutinho, devem ser aproximadamente R$ 145 bilhões.

“Neste ano, o indicador de sucesso do BNDES não é a ampliação dos empréstimos, mas a moderação dos desembolsos”, afirmou Coutinho, durante seminário organizado pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais. “Se a gente puder realizar menos [empréstimos] do que no ano passado, será muito bom.”

No seminário, Coutinho apoiou o projeto da Anbima de criar um mercado de títulos de dívidas de empresas no Brasil. Por meio dele, companhias com projetos de investimento poderiam emitir esses títulos, vendê-los a investidores e obter recursos para realizar seus planos sem a necessidade de aporte do BNDES.

Para Coutinho, a ideia da Anbima é boa e será incentivada pelo BNDES. O banco pretende comprar até R$ 10 bilhões em títulos de dívidas de empresas vendidos em ofertas públicas. "Queremos ajudar o desenvolvimento do mercado", disse ele.

O presidente do BNDES reforçou que a redução dos empréstimos da instituição depende da ampliação do financiamento privado dos investimentos. O corte esperado não será brusco para garantir o crescimento dos investimentos nos país, que, em 2011, pode chegar a 10% ante 2010. “O que não poderíamos fazer é uma redução radical”, complementou.

O presidente da Anbima, Marcelo Giufrida, informou que dez grupos de trabalho já foram formados para estruturar esse mercado de títulos de dívidas de empresas. Segundo ele, ainda neste ano, o mercado deve estar operando e financiando projetos.



Tags: BNDES, Anbima, empréstimos, mercado de títulos.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

Mobility Now