IAA Mobility: 11 atrações que prometem movimentar o Salão de Munique

Evento que substitui o Salão de Frankfurt começa nesta terça-feira com proposta de priorizar a mobilidade, não o automóvel

victor
Victor Bianchin, AB
  • 03/09/2021 - 18:42
  • | Atualizado há 1 semana, 6 dias
  • 7 minutos de leitura

    Na terça-feira, 7 de setembro, começa em Munique a primeira edição do IAA Mobility, evento que substitui o Salão Internacional de Frankfurt. É um novo nome, uma nova cidade e uma nova proposta: focar em soluções de mobilidade em geral e não apenas em carros. Com presença da chanceler alemã, Angela Merkel, o evento terá seis dias e 700 expositores entre montadoras, empresas de bicicletas, startups e afins.

    Embora possua um pavilhão de exposições centralizando algumas atividades, o evento também terá uma área ao ar livre chamada de Open Space, composta de várias praças e parques. Neles, haverá exposições e experiências interativas. Essa seção está acessível a 10 minutos do pavilhão de exposições.

    Uma via especial, a Blue Lane, irá conectar o Open Space ao centro de exposições. Nela, alguns dos veículos anunciados na feira estarão operando e poderão ser conferidos e até embarcados pelo público. Também haverá um ônibus elétrico gratuito fazendo o trajeto para quem quiser ir de um lugar para o outro.

    Alguns nomes que são normalmente são presenças garantidas em salões de automóveis, como a Toyota e o grupo Stellantis, optaram por não participar do evento. Mas a promessa da organização é mais do que compensar as ausências com empresas do universo da mobilidade e uma série de soluções inovadoras.

    Dessa forma, o IAA Mobility promete ser mais do que uma adaptação do Salão de Frankfurt, que perdeu público e atratividade para as fabricantes de veículos nos últimos anos (leia aqui). O objetivo da organização é realizar, de fato, um novo evento, mais convergente com o espírito do tempo e com a compreensão de que a mobilidade é um ecossistema mais amplo do que o dos automóveis.



    Veja a lista de alguns dos destaques em que vale a pena ficar de olho:

    1- A INVASÃO DAS BIKES ELÉTRICAS



    Dos nove corredores do pavilhão de exposições, dois serão inteiramente dedicados às bikes elétricas. Serão 50 expositores do ramo, a maioria fabricantes de veículos, peças e acessórios.

    Haverá uma área de 4 mil m2 adjacente ao pavilhão em que será possível testar bicicletas em vários circuitos diferentes. Um deles será a “Mercedes-Benz Mountain Bike Experience”, pista radical com curvas, subidas e descidas. Também haverá pistas para crianças e tutores ajudando quem está começando a pedalar.

    Outras atrações na feira serão exposições de bikes antigas e apresentações sobre a história do ciclismo. Mas quem não quiser ficar só no pavilhão pode ir até o Open Space, mais especificamente no Hofgarten (Jardim da Corte de Munique) e na praça Marstallplatz, onde será possível emprestar gratuitamente bikes de mais de 20 expositores para pedalar ao ar livre.


    2- O ROBOTÁXI DA HYUNDAI



    A fabricante sul-coreana anunciou recentemente uma parceria com a startup americana Motional (que é, ela mesma, uma joint venture entre Hyundai e Aptiv) para desenvolver um robotáxi que deve entrar em operação comercial em 2023. Será uma versão especial e elétrica de seu Ioniq 5 equipada com 30 sensores (entre câmeras, radares e lidares) para fornecer uma visão completa dos arredores do veículo.

    A Lyft, empresa de ride-hailing, também é parceira do projeto e deverá operar o serviço. O grande diferencial, garante a montadora, será a experiência do passageiro, que poderá ver em tempo real uma projeção do que os sensores do carro estão captando.

    Também haverá suporte remoto ao veículo para que, caso ele encontre problemas, possa ser operado à distância e colocado de volta em circulação.


    3- O ESTANDE AO AR LIVRE DA BMW



    A BMW vai montar base na praça Max-Joseph-Platz, onde fica o famoso Teatro Nacional de Munique. De lá, haverá um caminho especial para o evento que os participantes poderão fazer a bordo do novo BMW i Hydrogen Next, veículo movido por células de hidrogênio e baseado no X5. Ele fará o traslado gratuitamente.

    Próximo dali, no Parque Olímpico, a montadora irá erguer o BMW Welt (BMW “Mundo”), uma exposição com seus modelos de linha atuais. O BMW Museum, que fica nos arredores, também fará parte do circuito.

    Já se sabe que o i4 fará sua estreia no evento, em preparação para seu lançamento em novembro. Ainda não se sabe se a montadora irá mostrar o iX1 (que poderá ser um dos elétricos mais baratos do mercado quando chegar) ou o sedã de luxo i7.


    4- OS LANÇAMENTOS DA DACIA



    Os gramados verdes da praça Königsplatz serão palco de uma exposição da montadora romena Dacia – cujos carros são conhecidos pelos brasileiros com a insígnia da Renault. Toda a linha de carros atual da empresa será apresentada e também algumas novidades, como um utilitário de sete lugares chamado Dacia Jogger que substituirá a perua Lodgy MPV.

    Para quem curte elétricos, o SUV Dacia Spring, um dos modelos mais baratos do tipo no mercado europeu (€ 20 mil), estará disponível na Blue Lane para ser tripulado e até mesmo pilotado.


    5- A ESTREIA FÍSICA DO URBANAUT



    A Mini, empresa de carros compactos e estilosos do grupo BMW, apresentará pela primeira vez fisicamente o carro-conceito Urbanaut, que estará em exibição na praça Max-Joseph-Platz. Apresentado como uma “experiência sensorial”, o veículo traz partes retráteis, como o painel e o volante, que se movem para possibilitar três layouts internos à escolha do usuário. Dois deles, Chill e Vibe, são para quando o carro está parado, transformando o interior em um lounge. O último, Wanderlust, é para quando ele está em movimento.


    6- A ESTREIA DO MICROLINO



    A companhia suíça Micro deve começar a vender seu carrinho elétrico Microlino na feira. Trata-se de um modelo para tráfego urbano com um design curioso, extremamente compacto, em que você acessa o carro por uma abertura na frente.

    O veículo tem 2,50 m de comprimento, 1,50 m de largura e cerca de 500 kg. Atinge velocidade máxima de 90 km/h e tem autonomia de 200 km. Seu preço inicial deve ser por volta de 12.500 euros (R$ 76 mil).


    7- O NOVO SUV ELÉTRICO DA FORD



    A Ford trará à feira o Mustang Mach-E GT, seu novo SUV elétrico de alta performance que será o carro de cinco passageiros mais rápido da montadora na Europa. O lançamento está previsto para o final deste ano, mas quem visitar a IAA poderá conhecer o modelo em primeira mão.

    Será possível participar de uma experiência de realidade aumentada com o SUV e também dirigi-lo no Open Space.

    8- A CHEGADA DO KIA SPORTAGE EUROPEU



    Nos últimos dias, a Kia revelou as primeiras fotos da versão europeia de seu Sportage. O carro é ligeiramente mais compacto que o original (20 cm a menos de comprimento e 25 cm a menos de altura), mas a grande novidade é que se trata de um modelo híbrido plug-in. Sua estreia global será no showroom da montadora no IAA.

    Assim como o Hyundai Tucson, o Euro Sportage possui um motor turbo a gasolina de 132 kW (180 PS) 1,6 litros (1.6 T-GDI) com um motor elétrico de ímã permanente de 66,9 kW e uma bateria de polímero de íon-lítio de 13,8 kWh e potência total de 195 kW (265 hp). A gasolina e o diesel podem ser combinados com uma transmissão de dupla embreagem de sete velocidades (DCT7).


    9- O CARRO RECICLADO DA BMW



    A BMW irá apresentar na IAA um carro conceito feito inteiramente de materiais recicláveis. Não se trata da antecipação de um modelo comercial, e sim de um projeto para convidar o público a refletir sobre como serão os automóveis do futuro.

    Até agora, apenas uma imagem foi divulgada, a qual consiste numa pilha de materiais descartados projetando a sombra de um carro SUV.


    10- O NOVO SEDÃ PARA FROTAS DA RENAULT



    A Mobilize, braço da Renault focado em aluguel e assinatura de veículos, irá mostrar na feira sua Mobilize Limo, um carrão designado exclusivamente para táxis e frotas de aluguel. É um sedã elétrico com 2,75 m entre eixos.

    Visto como um sucessor do Logan, o automóvel ganha daquele modelo no comprimento (4,67 m contra 4,35 m) e na largura (1,83 m contra 1,73 m), mas perde na altura (1,47 m contra 1,57 m) e no porta-malas (411 litros contra 500). Em compensação, tem outras vantagens, especialmente para o motorista que dirige o dia inteiro, como banco ergonômico com oito opções de ajuste e coluna de direção com altura e profundidade customizáveis.


    11- PRIMEIRO VISLUMBRE DE MUITOS MODELOS



    Além dos modelos que citamos aqui, vários outros modelos de diversas montadoras devem ser oficialmente apresentados ao público durante o evento. Entre eles, estão:

    • Renault 5, versão elétrica e redesenhada do clássico de 1972. A empresa recentemente prometeu 10 modelos elétricos até 2030.

    • CE 04, da BMW Motorrad, uma moto elétrica com autonomia de 130 km e velocidade máxima de 120 km/h.

    • Grand Sphere, da Audi, um sedã elétrico de luxo com muitas funções autônomas e design diferenciado, com capô longo e traseira curta.

    • EQE, da Mercedes, que seguirá o design do EQS e apostará no sistema de entretenimento.

    • EV6, da Kia, que poderá ser “pilotado” em realidade virtual na praça Odeonsplatz (Open Space).

    • Cupra Born, o primeiro modelo 100% elétrico da fabricante espanhola Cupra, criado para rivalizar com o ID 3 da Volks.

    • Mégane E-Tech, versão elétrica do Mégane, também anunciada pela Renault este ano.

    • ID.5 GTX, da Volkswagen, a versão cupê do ID.4.

    • O SUV elétrica da fabricante Smart, que fará sua primeira participação em feiras.


    Da esquerda, a partir do topo: Renault 5 elétrico; CE 04, da BMW Motorrad; Audi Grand Sphere; Kia EV6; Cupra Born; Renault eWays.