Marcas alemãs apostam em novidades elétricas no IAA Mobility

Feira volta às atenções para eletrificação e mobilidade em sua edição de estreia, realizada a céu aberto em Munique

vitor-primeiramarcha
Vitor Matsubara, parceria com Primeira Marcha
  • 06/09/2021 - 17:55
  • | Atualizado há 1 semana, 3 dias
  • 3 minutos de leitura

    A edição de estreia do IAA Mobility, evento realizado em Munique que substitui o tradicional Salão de Frankfurt, será marcada pela eletrificação. Tanto as fabricantes alemãs quanto as demais montadoras revelam conceitos movidos a eletricidade que devem chegar às ruas nos próximos anos.



    - LEIA TAMBÉM:
    > VW mostra como será seu carro elétrico popular
    > IAA Mobility: 11 atrações que prometem movimentar o Salão de Munique


    MERCEDES-BENZ

    A Mercedes-Benz trouxe uma enxurrada de veículos elétricos ao IAA 2021. A maior atração é o EQE, o novo sedã elétrico da marca alemã. Como o nome sugere, o Mercedes-Benz EQE ocupa a mesma categoria do Classe E. Traz muita coisa de seu irmão mais velho EQS, como o gigantesco painel digital que ocupa toda a extensão da cabine e a última geração da central multimídia MBUX.

    A autonomia é estimada em até 660 quilômetros sem a necessidade de recarga. Quando plugado a um carregador ultrarrápido, o sedã consegue autonomia de 250 km em apenas 15 minutos de uso.

    O icônico Classe G também não escapou da eletrificação. O conceito EQG preserva as formas retilíneas que caracterizam o jipão, incorporando elementos típicos dos elétricos da Mercedes-Benz.

    Além desses modelos, a Mercedes também exibiu o AMG EQS e o Maybach EQS. Dentro de quatro anos, a Mercedes-Benz vai contar com uma versão 100% elétrica de cada modelo, quando também pretende ter lançado três novas plataformas voltadas para veículos elétricos. O objetivo da marca é fabricar carros elétricos até 2030.

    O Mission R revela como deverão ser os carros de corrida da Porsche

    PORSCHE

    Sem estreias de impacto, a Porsche aproveitou o IAA 2021 para mostrar o Mission R. O conceito antecipa o futuro das categorias de competição da empresa, que atualmente utilizam o 911 GT3.

    Movido por uma nova geração de motores elétricos, o Mission R tem uma potência combinada de 1.088 cv no modo conhecido como "qualification" (classificação, em inglês). O cupê traz sistema de tração integral e é capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em apenas 2,5 segundos, atingindo a velocidade máxima de 300 km/h.


    O BMW i Vision mostra a visão da empresa alemã para 2040

    BMW

    A maior atração da BMW no IAA 2021 é o i Vision Circular. O compacto conceitual antecipa a visão da marca alemã para 2040. Mesmo com 4 metros de comprimento, o veículo oferece espaço interno para quatro pessoas.

    Além do design, o estudo traz outros princípios da BMW, como praticidade e principalmente sustentabilidade. Matérias-primas de base biológica certificadas são empregadas em sua construção. A bateria de eletrólito sólido é totalmente reciclável e feita quase inteiramente de materiais provenientes de outros veículos elétricos.


    O Grandsphere é o segundo de um trio de conceitos mostrados pela Audi

    AUDI

    A grande estrela da Audi é o Grandsphere, o segundo de uma série de três conceitos apresentados pela Audi. O primeiro deles foi o Skysphere, um estudo de esportivo lançado em agosto de 2021. E o último será o Urbansphere, cuja revelação está agendada para 2022.

    Em comum, todos são compatíveis com o nível 4 de automação. A fabricante projeta que a condução autônoma estará disponível para produção em série na segunda metade da década.

    No modo autônomo, a cabine não tem volante, pedais ou painel de instrumentos visíveis. Segundo a montadora, os bancos dianteiros entregam conforto "digno de um lounge de primeira classe".

    Feito sobre uma plataforma desenvolvida para carros elétricos, o sedã tem um módulo de baterias posicionado entre os eixos, capaz de receber um conjunto de aproximadamente 120 kWh – como o que equipa o sedã.

    O conceito é movido por dois motores elétricos (um montado no eixo dianteiro e outro no eixo traseiro) que entregam uma potência combinada de 720 cv e torque instantâneo de 97,9 kgfm.

    A autonomia pode passar dos 750 quilômetros e o motorista pode obter autonomia de mais de 300 quilômetros em apenas 10 minutos de recarga. Se o tempo de carregamento for de 25 minutos, é possível saltar de 5% para 80% de carga.