Ola terá 1ª fábrica de veículos do mundo com força de trabalho 100% feminina

Startup indiana quer capacitar mulheres e melhorar qualidade de vida da população

victor
Victor Bianchin, AB
  • 15/09/2021 - 15:51
  • 57 segundos de leitura
    
             O CEO da Ola, Bhavish Aggarwal, e sua força de trabalho 100% feminina

    Nós já falamos aqui no Mobility Now sobre a Ola, startup indiana que está abrindo uma fábrica gigantesca na cidade de Tamil Nadu com o objetivo de produzir 10 milhões de suas scooters elétricas, a S1 e a S1 Pro. Em julho, a empresa abriu a pré-venda dos veículos e atingiu a marca de 100 mil pedidos.

    Agora, o CEO Bhavish Aggarwal postou em seu blog uma novidade inusitada: toda a produção da nova fábrica será composta por mulheres. Serão 10 mil funcionárias construindo as motos da Ola na única linha de montagem automotiva completamente feminina do mundo.

    “Dar acesso para que as mulheres tenham oportunidades econômicas significa melhorar não só suas vidas, mas as de suas famílias e de toda a comunidade”, diz a postagem no blog. “Estudos mostram que apenas prover paridade às mulheres na força de trabalho pode fazer o PIB da Índia subir 27%. Mas isso requer esforços ativos e conscientes de todos nós, especialmente as pessoas da área de manufatura, onde a participação delas está em apenas 12%. Para a Índia ser o centro mundial da manufatura, nós devemos priorizar a capacitação e gerar emprego para a força de trabalho feminina”, afirma.

    A fábrica em Tamil Nadu tem 200 hectares, três mil robôs e dez linhas de produção. Além dela, a Ola também está investindo em uma rede de recarga na Índia, que vai começar com 5 mil pontos em 100 cidades e tem objetivo de chegar a 100 mil pontos em 400 cidades.