Bicicleta ou moto? i Vision Amby, da BMW, chega a 60 km/h

Novo produto da fabricante atinge alta velocidade, mas ainda exige que o ciclista pedale

victor
Victor Bianchin, AB
  • 09/09/2021 - 17:31
  • um minuto de leitura

    A BMW revelou na quinta-feira, 9, seu novo produto de mobilidade, a bicicleta elétrica i Vision Amby Electric Bicycle. O veículo foi revelado no IAA Mobility, que acontece até 12 de setembro na Alemanha, pode ser definido como uma bike elétrica de alta velocidade. 

    O nome do produto, Amby, vem de “adaptative mobility”, que reflete a ideia de que ela pode ser usada tanto como bicicleta quanto como moto. Ela possui três modos de uso: o primeiro com 300 km de autonomia e 25 km/h de velocidade máxima, o segundo com 180 km de autonomia e velocidade máxima de 45 km/h e o terceiro com 75 km de autonomia e velocidade máxima de 60 km/h. Em todos os três, é preciso pedalar para utilizar a propulsão elétrica, ou seja, a bike não faz o trabalho sozinha, como faria uma moto.

    Pesando apenas 30 kg devido ao quadro feito de alumínio, a bike é alimentada por uma bateria de 2.000 kwH que pode ser carregada em três horas. Ela possui uma base para colocar o celular e recursos smart para bloquear, desbloquear e ligar a bike com ele.

    A roda frontal tem 26 polegadas, a traseira tem 24 polegadas e a altura do assento é de 83 cm. Ela vem equipada com descansos fixos para os pés e luzes frontal e traseira.

    Velocidade de 60 km/h numa bike é, sem dúvida, uma característica impressionante. E sem precisar de carteira de motorista. Vai ser uma grande revolução no transporte ou um projeto com muitos acidentes. É esperar para ver. Por enquanto, a Amby ainda não tem preço nem data de lançamento definidos.