Eve, da Embraer, vai fornecer carros voadores à África

Acordo com a Kenya Airways prevê o desenvolvimento de uma rede de VTOLs no continente

Por REDAÇÃO AB
  • 11/08/2021 - 17:25
  • | Atualizado há 1 mês
  • um minuto de leitura


    A Eve Urban Air Mobility Solutions, braços da Embraer para VTOLs, anunciou na quarta-feira, 11, que firmou acordo com a Fahari Aviation, braço de aeronaves não tripuladas da operadora Kenya Airways. Segundo o comunicado das empresas, foi assinado um “memorando de concordância” para o desenvolvimento de uma rede de aeronaves não tripuladas a ser operada no continente africano, incluindo VTOLs (veículos de decolagem e pouso vertical) com passageiros.

    Como e quando essa estrutura será desenvolvida são informações que ainda não foram divulgadas. O que se imagina é que o carro voador da Eve, que abrigará quatro passageiros, está em desenvolvimento e deve ficar pronto para operação comercial em 2026, será parte importante desse acordo. A Eve já havia anunciado uma parceria semelhante com a aérea Flapper, em julho, para fornecer VTOLs para operação na América Latina e, em junho, com a Halo, empresa de helicópteros, para fornecer VTOLs para EUA e Reino Unido.

    No comunicado, diz-se apenas que as empresas irão colaborar entre si para estabelecer a rede de aeronaves na África e que a Fahari estará envolvida no processo de desenvolvimento para garantir a adequação às regras de aviação no continente. “A criação de soluções de mobilidade aérea urbana disruptivas e amplamente acessíveis irá ajudar a democratizar a mobilidade ao torná-la mais acessível. Essa parceria irá nutrir estratégias de mobilidade de longo prazo em todo o país e região”, afirmou o CEO da Eve, André Stein.

    A Kenya Airways atualmente opera linhas para 41 destinos, sendo 34 na África, e transporta mais de 4 milhões de pessoas ao ano.