Inglaterra terá lei obrigando novos prédios a terem carregadores de carros elétricos

Governo pretende banir vendas de carro a combustão até 2030 e precisa expandir rede de recarga

victor
Victor Bianchin, AB
  • 10/09/2021 - 18:06
  • 59 segundos de leitura
    
             Carregadores poderão ser obrigatórios em novos prédios residenciais e comerciais a partir de 2022 / Foto: Ivan Radic (CC BY 2.0)

    A Inglaterra pode se tornar, em breve, o primeiro país do mundo a exigir por lei que novas construções residenciais e comerciais tenham carregadores “smart” para carros elétricos. O governo anunciou que estuda uma legislação com esses termos e que pretende colocá-la em vigência já em 2022.

    Pelas regras, os novos prédios precisarão ser equipados com pontos de recarga e os carregadores terão que ser do tipo “smart”, o que garantirá que não haja sobrecarga da rede. Outra vantagem é que esses sistemas privilegiarão a recarga no período noturno, quando a demanda energética é mais baixa.

    A nova lei ainda irá instituir que estacionamentos residenciais terão que instalar os carregadores quando passarem por reforma e que quarteirões em ruas comerciais precisarão ter um carregador a cada cinco vagas.

    Atualmente, a Inglaterra possui o plano de eliminar a venda de carros a combustão até 2030, mas um grande obstáculo para esse plano é a falta de pontos de recarga para automóveis elétricos. Atualmente, são 25 mil estações, mas pesquisas indicam que a rede precisa ter pelo menos dez vezes isso para atender os 30 milhões de carros nas ruas britânicas.

    Como parte da campanha para incentivar os carros elétricos, o governo da Inglaterra também lançou este mês um app chamado EV8 Switch, que calcula quanto dinheiro a pessoa poderia economizar se estivesse circulando com um VE em vez de um carro a combustão. O aplicativo ainda mostra estações de recarga nas proximidades e indica um modelo elétrico com base no carro que a pessoa usa atualmente.