Startup Kovi recebe aporte de US$ 100 milhões e vai expandir operações

Fundada por dois ex-executivos da 99, empresa de carros por assinatura planeja entrar em outros mercados da América Latina

Por REDAÇÃO AB
  • 18/08/2021 - 18:30
  • | Atualizado há 2 semanas, 1 dia
  • um minuto de leitura


    A Kovi, startup de carros por assinatura fundada por dois ex-executivos da 99, Adhemar Milani Neto e João Costa, anuncia captação de US$ 100 milhões (cerca de R$ 500 milhões) em rodada de investimento série B. Com o aporte, a empresa vai expandir suas operações para outros países da América Latina além de Brasil e México, onde já conta com mais de 10 mil usuários.

    A rodada de investimentos foi liderada pelo fundo Valor Capital Group e teve a Prosus Ventures (antiga Naspers) como colíder, além da Ultra Venture Capital, Globo Ventures, PIPO Capital, Norte Ventures, Maya Capital e ONEVC.

    Em 2019, quando foi fundada, a Kovi recebeu investimento de US$ 30 milhões (R$ 150 milhões) em uma rodada série A. O novo aporte, segundo a startup, reflete o momento de crescimento da empresa. Em 2020, a base de clientes aumentou 70%.

    Parte dos recursos da Kovi serão destinados a expandir as operações para outros países da América Latina e investir em tecnologia, com foco na gestão de dados e no modelo pay-per-mile – utilizado pela empresa de carros por assinatura para ter planos mais flexíveis com base na quilometragem rodada pelo usuário.

    Além de pacotes de curta e longa duração de locação de automóveis, a Kovi lançou recentemente o seu seguro veicular. Em três anos de operação, a startup atingiu uma frota de 12 mil veículos e a meta é chegar a 20 mil carros nas ruas.

    “Nossa missão é revolucionar esse mercado por meio da democratização do acesso ao automóvel – oferecendo mais opções de escolha para nossos usuários”, afirma Adhemar Milani, co-Founder e CEO da Kovi, em nota à imprensa. “Para isso, não vamos nos limitar a um produto ou serviço. Queremos oferecer um leque de opções voltadas para mobilidade urbana e acreditamos que, com a nova rodada de investimentos, vamos conseguir caminhar rapidamente rumo a esse objetivo.”