Voltz quer transformar comércios em pontos de recarga para motos elétricas

Ideia é que donos dos modelos da marca possam utilizar tomadas comuns para recarregar a bateria

Por REDAÇÃO AB
  • 12/08/2021 - 09:42
  • | Atualizado há 1 mês
  • 57 segundos de leitura


    Projeto da Voltz, empresa de motos elétricas, transforma estabelecimentos comerciais em pontos de recarga para motos. A parceria visa que os locais ofereçam tomadas comuns para os clientes recarregarem suas motos.

    Segundo a fabricante, a iniciativa tem baixo custo para o dono do comércio. Para carregar durante cinco horas a bateria de uma Voltz, o gasto de energia gira em torno de R$ 1 a R$ 3, aponta a marca. A maior parte das pessoas, porém, faz uma recarga rápida, de apenas uma hora, ao custo médio de R$ 1.

    Enquanto espera o tempo da reabastecimento da bateria, o usuário pode conhecer o estabelecimento comercial e eventualmente consumir algo, o que dilui para o proprietário o gasto de energia na conta. A iniciativa conta com 50 pontos cadastrados pelo Brasil, que podem ser encontrados pelo aplicativo Minha Voltz.

    O projeto, aponta a companhia, visa promover o uso de energia limpa e incentivar a mobilidade urbana sem emissão de CO2. Em maio, a Voltz recebeu um aporte de R$ 100 milhões e vai construir a primeira fábrica de motos elétricas no Polo Industrial de Manaus. Desde 2019, a marca vendeu 7 mil motos e scooters movidas a bateria.