Carro por assinatura da VW vira nacional e cobre 100% da rede

Oferta formada pelos modelos T-Cross e Taos está disponível nas 470 concessionárias do País

Por BRUNO DE OLIVEIRA, AB
  • 31/08/2021 - 16:48
  • | Atualizado há 2 semanas, 1 dia
  • um minuto de leitura

    A Volkswagen anunciou na terça-feira, 31, a expansão da sua oferta de veículos por assinatura, a Sign&Drive, para todo o Brasil. O serviço era oferecido há dez meses apenas em São Paulo, em caráter experimental, e agora chega a cerca de 470 concessionárias como um produto regular que tem em seu portfólio inicial os modelos Taos e T-Cross, nas versões Highline e Comfortline.

    Segundo Roger Corassa, vice-presidente de vendas e marketing, a empresa inicia o serviço na esfera nacional com estes dois modelos porque busca consumidores de veículos com perfil entre 40 e 45 anos e que estejam inclinados a buscar veículos com preço compreendido entre R$ 100 mil e R$ 220 mil. O SUV Nivus, embora atenda a esses requisitos, ficou de fora da oferta, por enquanto, porque há uma grande fila de espera pelo modelo no varejo.

    A empresa não descarta que no futuro entrem na lista de modelos oferecidos para assinaturas os modelos considerados de maior volume, como Gol, Voyage, Polo e Virtus. Isso só acontecerá, disse o executivo, depois que a empresa sentir o que o mercado pede. "A tendência é a do serviço ganhar volume com o tempo, mas hoje é um programa sob demanda em termos produtivos considerando determinado perfil de cliente", contou Corassa.

    Nos dez primeiros meses do Sign&Drive a Volkswagen registrou 1 mil assinaturas em São Paulo. Os veículos entregues faziam parte da frota que a empresa mantém para atender às demandas do seu braço financeiro, o Volkswagen Financial Services, que dentre outros serviços oferece o de gestão de frotas. Caso ganhe corpo daqui para a frente, a empresa explica que haverá ajustes de produção para adequar o volume de veículos à oferta.

    No modelo de negócio do serviço de assinatura da VW, a rede de concessionários desempenha o papel de distribuidor dos veículos aos assinantes, assim como o de mantenedora da frota. A rede passou por treinamentos para oferecer o serviço, segundo Corassa.

    A assinatura do T-Cross sai por R$ 2,4 mil/mês na versão Comfortline e chega a R$ 2,6 mil/mês na Highline. No caso do Taos, os preços são R$ 3,3 mil e R$ 3,7 mil para as respectivas versões. O serviço foi lançado no ano passado e tinha em sua oferta inicial os modelos Nivus, Tiguan, T-Cross, Jetta e o Virtus.

    A Volkswagen segue uma tendência crescente entre as montadoras de expansão da oferta na área de serviços. Também no ano passado, a Toyota lançou o seu serviço de mobilidade, o Kinto, que teve 32 mil usuários no primeiro ano no mercado. Mais recentemente, a Stellantis lançou o Flua!, que envolve a assinatura de veículos Jeep e Fiat.

    Segundo a Volkswagen, o mercado potencial de veículos por assinatura pode chegar a cerca de 100 mil unidades/ano.