Com Fiat e Jeep, Stellantis amplia liderança com 6 dos 10 carros mais vendidos

Em agosto, Volkswagen volta a crescer, Toyota fica no terceiro posto do ranking

Por PEDRO KUTNEY, AB
  • 02/09/2021 - 18:35
  • | Atualizado há 2 semanas, 1 dia
  • 3 minutos de leitura

    Em um mês de fraco desempenho das vendas, quem até agora administra melhor a falta de microchips domina o mercado. O Grupo Stellantis conseguiu manter suas fábricas produzindo sem paralisações e com as marcas Fiat e Jeep ampliou ainda mais sua liderança, colocando seis carros na lista dos 10 mais vendidos em agosto.

    Apesar da queda de quase 11% em suas vendas entre julho e agosto, a Fiat ainda sustenta uma liderança folgada no ranking de marcas. No mês passado, emplacou 39 mil unidades, colocando quatro modelos na lista dos 10 mais vendidos; Strada, Argo e Mobi nas três primeiras posições e Toro na oitava. Com isso, garantiu vistoso market share mensal de 24,6%, dominando quase um quarto do mercado brasileiro, 10 pontos porcentuais à frente da segunda colocada.

    Na contramão do principal concorrente, a Volkswagen conseguiu voltar à vice-liderança do mercado em agosto, com 23,3 mil carros emplacados e participação de 14,7%. A fabricante apurou expressivo crescimento nas vendas de 34,4% em comparação com julho. Não por acaso, o modelo mais vendido da marca no mês, na sétima posição, foi o SUV compacto T-Cross, que voltou a ser produzido em São José dos Pinhais (PR) após paralisação de 10 dias em junho.

    De um mês para outro a Toyota registrou queda de 6,3% em suas vendas, emplacou 17,4 mil unidades em agosto e desceu do segundo para o terceiro posto no ranking mensal de marcas, com participação de 11% nas vendas totais. A marca japonesa vinha conseguindo administrar a escassez de semicondutores sem paralisações, mas no mês passado foi obrigada a interromper a produção por 10 dias na fábrica de Sorocaba (SP), o que deve impactar no seu desempenho em setembro também. Os três veículos Toyota mais bem colocados na lista de modelos são o SUV Corolla Cross, a picape Hilux e o sedã Corolla, que ocupam nesta ordem a faixa da 11ª à 13ª posições entre os carros mais vendidos do País.

    Também com interrupções da produção na fábrica de Piracicaba (SP), a Hyundai conseguiu se manter na quarta posição em agosto, com 14,5 mil emplacamentos e 9,1% de participação. Seu carro mais vendido, novamente, é o hatch HB20, na quinta colocação do ranking de modelos, e o SUV compacto Creta ficou em nono – mas tende a crescer após o lançamento da nova geração do modelo.

    Na quinta posição com 13,5 mil emplacamentos e participação de 8,6%, sem interrupções na operação de turnos na fábrica de Goiana (PE), a Jeep segue com o melhor desempenho comercial de sua história desde o lançamento de seus produtos nacionais, Compass e Renegade, que em agosto ocuparam respectivamente a quarta e sexta posições do ranking de carros mais vendidos do País. É possível esperar por novo avanço após o lançamento do terceiro modelo da marca fabricado no País, o Commander, que começa a chegar às ruas em novembro.

    Ainda com muitos problemas para produzir, a GM conseguiu subir uma posição no ranking mensal de marcas, terminando agosto no sexto posto, com 8,9 mil emplacamentos e participação de 5,6%. A fábrica de Gravataí (RS) que ficou parada por cinco meses e meio retomou as operações, mas os Onix hatch e sedã fabricados lá só devem reaparecer nas concessionárias a partir deste mês. A planta de São Caetano do Sul (SP), onde é produzido o SUV Tracker, previa retomar a produção este mês após cerca de oito semanas de paralisação. Com isso, o veículo GM mais bem vendido do mês foi a picape S10 feita em São José dos Campos (SP), que retomou as atividades.

    Também duramente afetada pela falta de eletrônicos, a Renault interrompeu a produção em São José dos Pinhais (PR) durante agosto inteiro, o que impacta o desempenho no mês passado e neste também. A fabricante desceu para a sétima posição do ranking mensal, com 8,5 mil emplacamentos e participação de 5,3%. Seu carro mais vendido, o Kwid, desceu sem escalas da nona posição em julho para a 16ª em agosto.

    As demais posições do ranking das 10 marcas mais vendidas seguiu sem modificações em agosto, com Honda, Nissan e Caoa Chery fechando a lista do oitavo ao décimo lugar, mas com desempenhos bastante diferentes. Enquanto as vendas de Honda e Caoa Chery tiveram crescimentos expressivo de um mês para outro de 34% e 25%, respectivamente, os emplacamentos da Nissan caíram 13,6%.





    > Faça aqui o download do balanço mensal de emplacamentos da Fenabrave
    > Veja outras estatísticas em AB Inteligência