Fazenda Conectada da Case IH reúne o melhor da agrotecnologia

Propriedade no Mato Grosso vai mostrar como aumentar a produtividade usando a conectividade no campo

Por REDAÇÃO AB
  • 01/09/2021 - 13:49
  • | Atualizado há 2 semanas, 1 dia
  • 2 minutos de leitura

    Um novo projeto da Case IH, marca da CNH Industrial, vai reunir todas as possibilidades da conectividade no campo em um único lugar para mostrar seu potencial no aumento de produtividade na agricultura. A empresa apresentou nesta quarta-feira, 1º, a Fazenda Conectada, uma propriedade rural no município de Água Boa, no Mato Grosso, que foi transformada numa espécie de laboratório de tecnologias do campo.

    O local recebeu a mais nova geração de máquinas agrícolas e soluções conectadas da Case IH junto com uma infraestrutura de internet 4G implantada pela TIM especialmente para o projeto. O programa contará ainda com o suporte permanente das concessionárias da marca e do AFS Connect Center, novo centro de monitoramento da empresa, localizado na fábrica de Sorocaba (SP).

    A meta é acompanhar o rendimento de cada safra e monitorar o aumento da produtividade ano a ano, para medir qual é a melhoria de desempenho que cada equipamento ou solução de conectividade pode oferecer aos produtores rurais.

    “ Por meio de machine learning, as nossas máquinas inteligentes que aprendem e se autoajustam; os dados gerados por nossos equipamentos e soluções, que usam Big Data e Data Analytics, mostram que nós já estamos inseridos na agricultura digital”, explica Christian Gonzalez, vice-presidente da Case IH para a América Latina. “E tudo isso será demonstrado na prática em uma propriedade de mais de 3 mil hectares, a Fazenda Conectada Case IH, que reúne as mais avançadas tecnologias que o produtor brasileiro já teve acesso.”

    Entre as máquinas disponíveis no projeto, está a nova linha de tratores Magnum e Steiger, todos equipados com o sistema AFS Connect de fábrica, que traz sistema operacional que permite visualização e suporte remotos. Por meio do portal AFS Connect, que centraliza as informações da frota, da propriedade e os dados agronômicos, o produtor consegue gerenciar remotamente toda a operação, além de transferir e compartilhar dados.

    O monitoramento remoto também permite detectar as necessidades de manutenção, facilitando o planejamento. O trator pode, por exemplo, indicar no monitor qual é a peça defeituosa ou que necessita de manutenção, o que permite que o profissional da assistência técnica faça somente uma viagem até a propriedade para fazer o reparo, em vez de necessitar de uma visita extra apenas para diagnosticar o problema.

    Essa conexão entre máquinas, fazenda, concessionárias e plataforma digital só é possível porque foram instaladas duas antenas 4G LTE em frequência de 700 MHz, uma na fazenda e outra no centro de Água Boa. Embora a TIM esteja iniciando seu projeto de implantação da internet 5G no Brasil, o 4G é o mais indicado para a trabalho no campo, pois quanto menor a frequência maior o alcance do sinal – a conexão 5G opera geralmente acima de 2,4 GHz (2.400 MHz).

    Segundo Rodrigo Alandia, gerente de marketing da Case IH para América Latina, a conectividade traz outros benefícios além do aumento da produtividade. “Há também a redução do consumo de água, a eficiência na logística e no armazenamento de estoque, melhoria da mão de obra e aumento da segurança da propriedade. No campo financeiro, há um crescimento do ROI (retorno sobre o investimento), otimização de custos, redução dos custos de insumos e despesas gerais, além da eficiência de dados”, explica Alandia.

    Todos esses dados serão gerenciados pelo AFS Connect Center, cuja central de suporte funciona sete dias por semana e consegue disponibilizar especialistas para atender o cliente em tempo real, além das 161 concessionárias disponíveis pelo Brasil, que terão uma sala de controle desenvolvida especialmente para monitorar as máquinas da Case IH.

    A implementação da Fazenda Conectada também vai trazer benefícios para a região de Água Boa, que será beneficiada pela instalação das duas antenas. A Case IH estima que mais de 16 mil pessoas, 93 propriedades rurais, 21 escolas e mais de 6 mil alunos poderão usufruir do sinal 4G.

    “A internet melhora a mobilidade urbana, com o uso de GPS, aplicativos de delivery e transporte, traz inúmeros benefícios para a telemedicina, modalidade muito utilizada durante a pandemia e limitada a quem não tem acesso à internet, além de oferecer o ensino à distância para toda a sociedade, proporcionando mais oportunidades de capacitação de profissionais com treinamentos on-line”, diz Eduardo Penha, diretor de marketing e comunicação para a América Latina.

    Para conhecer melhor o projeto e obter mais informações, a Case IH criou um site próprio: fazendaconectada.caseih.com.br.