Implementos rodoviários superam 15 mil unidades em julho

Resultado foi o melhor de 2021, que já acumula quase 92 mil unidades e alta próxima a 50%

Por MÁRIO CURCIO, PARA AB
  • 08/08/2021 - 22:00
  • | Atualizado há 1 mês
  • um minuto de leitura

    A venda de implementos rodoviários alcançou em julho o melhor resultado do ano, com 15,3 mil unidades e alta de 8,2% sobre junho. As entregas do setor crescem desde maio e também alcançaram em julho a melhor média diária de emplacamentos, próxima a 695 unidades. O acumulado do ano já teve 91,9 mil implementos entregues, 48,6% a mais que nos mesmos sete meses de 2020.

    Os números foram obtidos a partir de informações da Associação Nacional dos Fabricantes de Implementos Rodoviários (Anfir). O crescimento acompanha o bom momento do setor de caminhões, cujas vendas em julho também foram as melhores do ano, e o acumulado resultou em alta próxima a 50% sobre iguais meses de 2020. Segundo a Anfir, o agronegócio e a construção civil são os principais responsáveis pela retomada em 2021 e responderam por 77% das vendas até o momento.

    “Os dois setores estão suportando nossa recuperação enquanto a economia volta ao seu curso normal”, afirma José Carlos Spricigo, presidente associação.



    O maior volume de vendas permanece para os reboques e semirreboques, que tiveram 53,3 mil unidades entregues no ano. Esse total foi 57,1% maior que o dos mesmos sete meses de 2020. Os implementos basculantes ainda têm o número mais representativo entre os reboques, com 14,2 mil unidades e alta de 81,7% sobre iguais meses do ano passado. A seguir vêm os graneleiros/para carga seca, com 10,3 mil unidades emplacadas e crescimento de 23% pela comparação interanual. A maior alta entre os reboques e semirreboques ocorreu para o transporte de toras: 153,7%, com mais de 1,2 mil novas carretas desse tipo emplacadas.

    CARROCERIAS SOBRE CHASSI: ALTA DE 38,4%



    Ainda de acordo com a Anfir, a venda de implementos montados sobre chassi somou até julho 38,6 mil unidades, total 38,4% mais alto que o anotado nos primeiros sete meses do ano passado. Os baús de alumínio/frigoríficos responderam por mais de 40% do volume total: 16,4 mil unidades, com crescimento de 32,9% sobre os mesmos sete meses do ano passado. A entrega de betoneiras no período foi de apenas 933 unidades, mas anotou alta de 123,2%, a maior entre os equipamentos montados sobre chassi.

    Vale dizer ainda que as associadas à Anfir exportaram 2,2 mil equipamentos em 2021, mas neste caso os números se referem apenas até junho deste ano. O crescimento sobre o primeiro semestre de 2020 supera os 160%.